quarta-feira, 14 de fevereiro de 2018

Jacob Zuma renuncia ao cargo

Alvo de mais de 800 acusações por corrupção relativa a contratos de armas do final dos anos 1990 e investigado por supostamente ter usado o Estado para favorecer empresários vinculados com concessões públicas milionárias, Jacob Zuma acatou o ultimato de seu próprio partido e renunciou à presidência sul-africana.

"Eu tenho que tomar a decisão de renunciar com efeito imediato", disse ele.

MANCHETE SOBRE O ASSUNTO: Jacob Zuma renuncia