sexta-feira, 18 de maio de 2018

A economia da Argentina está em pedaços


A Argentina rompeu relações com o Fundo Monetário Internacional há 12 anos, jurando nunca mais voltar, mas a decisão do presidente Mauricio Macri de pedir socorro ao fundo chocou o país.

A recente desvalorização da moeda só deve complicar a iniciativa do governo Macri de enfrentar objetivos aparentemente conflitantes: reduzir a inflação e ao mesmo tempo estimular o crescimento.

Macri pediu 30 bilhões de dólares ao FMI para ajudar a combater uma crise cambial e limitar os danos à economia do país em pedaços.


INSCREVA-SE NA NEWSLETTER!