domingo, 29 de julho de 2018

Evite o glutamato monossódico

O glutamato monossódico é usado principalmente para realçar o sabor, foi descoberto como um estimulante cerebral extraído de algas marinhas em 1908. Você pode encontrá-lo em alimentos enlatados, sopas, refeições congeladas, batatas fritas e na comida chinesa.

Vários estudos ligaram o consumo de glutamato com a obesidade.

Quando consumido pelos humanos, o glutamato monossódico reduz a adiponectina, uma proteína hormonal que ajuda a regular o açúcar no sangue e gasto calórico, resultando em aumento de açúcar no sangue e o retardamento do metabolismo, contribuindo para o ganho de peso e o típico "desejo de comer" mais do que você já está comendo.

O glutamato afeta a leptina no cérebro, uma substância química liberada pelas células gordurosas que sinalizam quando você deve parar de comer.

Dada a evidência que temos até hoje, recomendo que evite o glutamato.