ultimas noticias, noticias, Michell Hilton, Últimas, Notícias de ultimas hora, Michell hilton, brasil, ipo, tecnologia, michell hilton com, mundo, ultimas noticias do Brasil e do mundo, ultimas noticias, noticias, michellhilton, ultimas, noticias de ultimas hora, michell hilton, brasil, ipo, tecnologia, michell hilton com, mundo, ultimas noticias do Brasil e do Mundo, ultimas noticias, noticias, michellhilton, ultimas, noticias de ultimas hora, Michell Hilton, Brasil, ipo, Tecnologia, michell hilton com, Mundo, ultimas noticias do brasil e do mundo, ultimas noticias, noticias, MichellHilton, ultimas, noticias de ultimas hora, michell hilton, brasil, ipo, tecnologia, Michell Hilton Com, Mundo, Últimas Noticias do brasil e do mundo Michell Hilton mostra quais notícias ou sentimentos estão fazendo o mundo girar, incluindo últimas notícias do BrasilÚltimas notícias do Brasil e do mundo em Michell Hilton Últimas notícias do Brasil e do mundo em Michell Hilton Últimas notícias do Brasil e do mundo em Michell Hilton Últimas notícias do Brasil e do mundo em Michell Hilton Últimas notícias do Brasil e do mundo em Michell Hilton

quarta-feira, 17 de julho de 2019

Michell Hilton

A Neuralink realmente está falando sério

Neuralink, empresa criada por Elon Musk, planeja colocar sensores no cérebro humano para conectá-lo a computadores.

Como vocês já devem ter lido em um monte de sites por aí, a Neuralink, empresa criada por Elon Musk, planeja colocar sensores no cérebro humano para conectá-lo a computadores.

O sistema já foi até testado em um macaco, de acordo com Musk.

No entanto, será possível colocar algo no cérebro humano sem causar danos cerebrais? Bom, o planejamento cuidadoso e cirúrgico podem minimizar isso, mas “causar apenas danos cerebrais mínimos” ainda não é um ponto de marketing muito atraente para um projeto como esses.

Como eles iriam cuidar para que o implante não interrompesse o funcionamento de um sistema nervoso saudável?

Além do mais, a cirurgia cerebral é cara e arriscada. A infecção continuará a ser um grande risco, e pode se tornar um problema ainda maior com o aumento da resistência aos antibióticos.

Bem, ainda há muita pesquisa e aprovações pela frente.