sexta-feira, 21 de fevereiro de 2020

Como faço para sobreviver no mundo corporativo?

Bem, não olhe para sobreviver, você pode perecer ou, na melhor das hipóteses, ter uma existência medíocre. Parece ser uma engrenagem vital, alguém que se destaca no mundo corporativo não pode ter o coração mole, se você agrega valor no mundo corporativo, então você é valorizado.

É lamentável, mas os acionistas institucionais, que agora possuem mais da metade das ações de grandes empresas, estão sob forte pressão para produzir retornos econômicos trimestrais. Esses acionistas movimentam a máquina com mãos de ferro, isso determina seu sucesso.

Na minha opinião, há muito pouca diferença entre a vida corporativa e um caminho espiritual; ambos parecem nos levar às mesmas conclusões - embora os benefícios materiais sejam diferentes.

O mundo corporativo é uma besta estranha, difícil de compreender.