quinta-feira, 1 de julho de 2021

Ransomware, o nome que nem uma empresa quer ouvir

Recentemente, cibercriminosos atacaram duas coisas favoritas dos americanos: automóveis e hambúrgueres. Primeiro, os hackers forçaram o fechamento do oleoduto Colonial Pipeline, levando a uma escassez de gás na Costa Leste. Em seguida, um grupo criminoso separado interrompeu a cadeia de abastecimento de carne ao atingir o maior processador de carne do mundo, a JBS.

Contra o conselho do FBI, tanto a Colonial quanto a JBS pagaram milhões de dólares em bitcoins como resgate aos hackers. Oficiais de inteligência estão preocupados com a proliferação de ataques de ransomware, que agora consideram tão prioritários quanto o terrorismo no mundo.