7 de março de 2022

Reino Unido se recusa a aceitar refugiados ucranianos

Conflito militar na Ucrânia: Reino Unido, fala, fala, fala, faz críticas, diz que vai enviar ajuda, mas se recusa a aceitar refugiados ucranianos.

“Acho que é sensato, dado o que está acontecendo na Ucrânia, garantir que tenhamos alguma habilidade básica para verificar quem está chegando”, disse o primeiro-ministro do Reino Unidos, Boris Johnson, fugindo das críticas sobre a lenta admissão de refugiados ucranianos no Reino Unido.