segunda-feira, 10 de junho de 2019

sábado, 18 de maio de 2019

domingo, 25 de novembro de 2018

sábado, 17 de novembro de 2018

CIA acusa o príncipe herdeiro da Arábia Saudita

A NBC News e o Washington Post informaram que a CIA acredita que o príncipe herdeiro da Arábia Saudita, Mohammed bin Salman, ordenou a morte de Khashoggi.

O Washington Post, que divulgou as supostas descobertas da CIA, disse que a agência de inteligência dos EUA tem alta confiança em suas descobertas.

A embaixada saudita em Washington negou os relatórios.


COMPARTILHE:


sexta-feira, 2 de novembro de 2018

A inteligência iraniana é perigosa

O Yahoo News informou que em uma violação ocorrida por volta de 2010, agentes do regime iraniano usaram simples buscas no Google para identificar e se infiltrar nos sites que a CIA usava para se comunicar com agentes em em cantos escuros ao redor do mundo, segundo dois ex-oficiais de inteligência dos EUA. A violação teria levado a dezenas de mortes em todo o mundo e uma cascata de consequências que duraram anos.

Ex-funcionários dizem que a violação se originou de um agente duplo iraniano.

As consequências da infeliz violação foram grandes e catastróficas. No Irã, vários informantes foram presos e executados pelo regime.

Em um mundo onde a dependência de tecnologia avançada pode ser um mal necessário para a espionagem moderna, particularmente em regiões hostis onde as autoridades não podem operar livremente, essas falhas técnicas são um perigo sempre presente e só se tornarão mais agudas com o tempo.

COMPARTILHE:


segunda-feira, 22 de outubro de 2018

quinta-feira, 17 de maio de 2018

sexta-feira, 11 de maio de 2018

Michell Hilton

CIA: Geisel foi um homem muito mal

Geisel determinou execuções sumárias

Em 1º de abril de 1974, o então presidente do Brasil, general Ernesto Geisel, deu seu aval ao chefe do Centro de Inteligência do Exército (CIE), general João Batista Figueiredo, para a continuidade da política de execução de “subversivos perigosos” adotada por seu antecessor, o general Ernesto Médici, diz documento da CIA.

MANCHETE SOBRE O ASSUNTO: Geisel determinou execuções

COMPARTILHE:


quarta-feira, 14 de março de 2018

Michell Hilton

Gina Haspel e seu passado sombrio na CIA

Gina Haspel

Gina Haspel, agente veterana da CIA escolhida pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, para comandar a agência de espionagem do país, é uma figura polêmica, apoiada por muitos da comunidade de inteligência dos EUA mas vista com desconfiança por alguns congressistas por seu envolvimento com centros de detenção clandestinos da CIA.

MANCHETE SOBRE O ASSUNTO: Gina foi designada como nova diretora da CIA

Ela se juntou à CIA em 1985 e ganhou "extensa experiência no exterior", inclusive como chefe de estação, de acordo com a agência.

Haspel foi criticada por seu alegado papel na tortura de suspeitos de terrorismo após os ataques de 11 de setembro de 2001.

No ano passado, Michael Hayden, ex-diretor da CIA, disse que "respondeu com dignidade, profissionalismo e honra a tudo o que a agência e o país pediram para ela fazer".

Os críticos não têm tanta certeza. No ano passado, a mídia norte-americana informou que Haspel dirigiu um centro de detenção da CIA na Tailândia, onde os terroristas suspeitos eram torturados em 2002.

Eles também relataram que ela estava envolvida na destruição das gravações dos interrogatórios em 2005. Seu chefe na época, José Rodriguez, teria escrito que Gina Haspel havia redigido o memorando que ele enviou autorizando a destruição.

COMPARTILHE:


terça-feira, 13 de março de 2018

terça-feira, 23 de janeiro de 2018

Michell Hilton

CIA pode estar perto de encontrar fortuna de Pablo Escobar

Ex-agentes da CIA podem estar à beira de encontrar a fortuna escondida de Pablo Escobar depois de fazer essa enorme descoberta.

Ex-agentes da CIA podem estar à beira de encontrar a fortuna escondida de Pablo Escobar depois de fazer essa enorme descoberta.

Os mergulhadores da Agência Central de Inteligência (CIA) conseguiram encontrar um submarino que Pablo Escobar costumava contrabandear cocaína para os Estados Unidos.

Acredita-se que Pablo Escobar tenha escondido sua fortuna por toda a Colômbia antes de ser morto.

COMPARTILHE:


quarta-feira, 17 de janeiro de 2018

Michell Hilton

Ex-agente da CIA é acusado de repassar informações para a China

Um ex-agente da CIA está sendo acusado de posse ilegal de informação classificada, um dia depois de ser detido no aeroporto John F. Kennedy.

Um ex-agente da CIA está sendo acusado de posse ilegal de informação classificada, um dia depois de ser detido no aeroporto John F. Kennedy.

Jerry Chun Shing Lee, de 53 anos, foi detido na noite de segunda-feira no aeroporto John F. Kennedy em Nova York, disseram autoridades federais em comunicado de imprensa. Lee, que também é conhecido como Zhen Cheng Li, também é suspeito de espionar a China, embora ele não enfrente nenhuma acusação relacionada a essa alegação, relatórios da NBC News. Fontes disseram à NBC News que Lee está sendo investigado por ajudar o governo chinês a desmantelar sistematicamente as operações de espionagem da CIA na China.

Fontes disseram à NBC News que Jerry Lee é suspeito de repassar informações para a China que causou a morte ou prisão de cerca de 20 agentes americanos.

Lee pode pegar até 10 anos de prisão pela posse ilegal de informação classificada, mas também pena de morte se for comprovado que ele repassou informações para a China.

COMPARTILHE:


domingo, 24 de dezembro de 2017

Michell Hilton

EAU está contratando ex-oficiais da CIA para construir um império de espiões

Antigos oficiais da CIA foram recrutados para ajudar os Emirados Árabes Unidos a modernizar suas operações de inteligência e finalmente criar sua própria versão da CIA.

Antigos oficiais da CIA foram recrutados para ajudar os Emirados Árabes Unidos a modernizar suas operações de inteligência e finalmente criar sua própria versão da Agência Central de Inteligência (CIA).

COMPARTILHE:


quarta-feira, 1 de novembro de 2017

Michell Hilton

Osama bin Laden teria acordo com o regime do Irã

Osama bin Laden teria acordo com o Irã para atacar Arábia Saudita, diz a CIA.

A agência de inteligência dos EUA publicou o último lote de documentos recuperados durante a incursão de maio de 2011, no esconderijo de Osama Bin Laden, localizado fora da cidade de Abbottabad, no Paquistão.

Entre os lotes de documentos que representam o maior interesse, há páginas do diário pessoal de Osama Bin Laden, com novas informações sobre a relação entre a Al-Qaeda e o Irã e uma visão da liderança global da rede terrorista, informou o site norte-americano The Hill.


COMPARTILHE:


sexta-feira, 6 de outubro de 2017

Michell Hilton

A CIA está trabalhando para indústrias da guerra?

A CIA não envolve marketing direto em produtos de guerra, mas prepara situações em que os mercados são facilmente criados.

Em primeiro lugar, não sou fã dos abusos criminais dos EUA, derrubamento de governos legítimos, assassinatos de líderes mundiais e mais, todos ligados à CIA - e, infelizmente, eu suspeito que muito ainda acontece, o que provavelmente é pior.

A CIA não envolve marketing direto em produtos de guerra, mas prepara situações em que os mercados são facilmente criados. Outra área importante é o "petróleo" onde a CIA tem sido um agente catalítico na criação de guerras nos, especialmente no Oriente Médio e no mundo árabe. Dois bons exemplos de guerra conduzidas pelo assassinato de líderes mundiais são as derrubadas de Muammar Gaddafi e Saddam Hussein. Os senhores da guerra realmente decidem quem deve ser removido da cena, a CIA apenas cumpre sua ordem. A guerra é um grande negócio nos tempos atuais, e a CIA protege os mercados existentes ou cria novos mercados.

Os líderes sauditas ... continuam movendo armas pelo Oriente Médio. 

COMPARTILHE:


domingo, 24 de setembro de 2017

A CIA não sabia que o Muro de Berlim iria entrar em colapso

Bem, a CIA não confirmará ou negará isso, é claro. Mas todos foram pegos de surpresa. Incluindo o serviço de inteligência estrangeiro da Alemanha Ocidental, o KGB e o MI6.

A queda do Muro foi algo inesperado porque literalmente era um acaso. Sim, havia alguns sinais de que algo estava prestes a acontecer, como a abertura da fronteira húngaro-austríaca em junho de 1989 ou o acordo para permitir que os refugiados da Alemanha Oriental se amontoassem na embaixada da Alemanha Ocidental em Praga. Mas ainda assim, todos os sinais eram que o regime da RDA estava a reprimir e tentando preservar-se a todo o custo, tal como aconteceu há 40 anos.

O que aconteceu foi o resultado de uma falta de comunicação. Um funcionário do Politburo do partido no poder da RDA, Günter Schabowski, deu uma recente conferência de imprensa em 9 de novembro de 1989, onde foi questionado sobre vistos de trânsito para cidadãos da Alemanha Oriental. Schabowski - que era novo no trabalho e não preparado - ficou nervoso e improvisou uma resposta que parecia dizer que os alemães do Oriente poderiam em breve viajar livremente. Quando pressionado, ele ficou ainda mais nervoso e afirmou que esta era uma nova "política" (que ele tinha acabado de inventar).

A conferência de imprensa ganhou logo força, e o resultado foi quase instantâneo. Alemães do leste percorreram as fronteiras e começaram a fazer perguntas. A polícia de fronteira não tinha ideia do que estava acontecendo. Eles só sabiam que Schabowski havia anunciado uma nova política, mas não tinha ideia de qual era a política exata.

As massas de pessoas reunidas no muro aumentaram a pressão sobre a polícia de fronteira, que tentou freneticamente chamar o governo central para obter permissão de conter a multidão, mas também ficaram atordoadas com o que Schabowski havia dito e não sabiam como reagir. Ninguém queria assumir a responsabilidade de autorizar o uso da força. Então ninguém a usou.

Até mesmo o governo da Alemanha Oriental foi surpreendido. A declaração de imprensa de Günter Schabowski foi inteiramente um acidente e causou que os controladores de fronteira da RDA entrassem em colapso em poucas horas.

Sob circunstâncias não esclarecidas, é surpreendente que a CIA não tivesse ideia. A única maneira que eles poderiam ter sabido era se eles pudessem ler a mente de Schabowski, e mesmo assim não teria ajudado, porque mesmo Schabowski não entendia o que estava acontecendo.

COMPARTILHE:


quarta-feira, 26 de julho de 2017

Michell Hilton

CIA deu mais poder aos agentes de campo

A Agência Central de Inteligência (CIA), sob o presidente Donald Trump, está dando mais autoridade aos agentes de campo e reduzindo a burocracia excessiva

A Agência Central de Inteligência (CIA), sob o presidente Donald Trump, está dando mais autoridade aos agentes de campo e reduzindo a burocracia excessiva, o objetivo em é aumentar as operações de inteligência, diz Mike Pompeo, diretor da CIA.

Em sua primeira entrevista desde que assumiu a agência, Pompeo disse acreditar que o maior desafio de segurança dos EUA é a ameaça representada pela China e não pela Rússia. 

"Olhe, nossa missão principal é a inteligência estrangeira", disse Pompeo.

MANCHETE SOBRE O ASSUNTO: Washington Free Beacon

COMPARTILHE:


quinta-feira, 20 de julho de 2017

Michell Hilton

Trump interrompe apoio da CIA na Síria

A administração Trump decidiu interromper o programa secreto da CIA para equipar e treinar certos grupos de oposição que lutam contra o governo do presidente da Síria, Bashar al-Assad

A administração Trump decidiu interromper o programa secreto da CIA para equipar e treinar certos grupos de oposição que lutam contra o governo do presidente da Síria, Bashar al-Assad, disseram duas autoridades norte-americanas, um movimento buscado pela Rússia, o país é um aliado de Assad.

Uma das autoridades disse que os Estados Unidos não estavam fazendo uma grande concessão, dado o controle de Assad sobre o poder, embora não em toda a Síria, "mas é um sinal para Putin de que a administração quer melhorar os laços com a Rússia".

COMPARTILHE:


segunda-feira, 19 de junho de 2017

Michell Hilton

A CIA está entre nós

Governo revela nome de agente da CIA no Brasil

O ministro Sergio Etchegoyen, chefe do Gabinete da Segurança Institucional, se encontrou com o chefe da CIA no Brasil, Duyane Norman; em sua agenda oficial, a equipe do ministro divulgou a identidade secreta do agente, mas foi sem querer querendo.

Os segredos e os brasileiros não se misturam muito bem. É uma cultura muito aberta. Depois de ficar 10 minutos em qualquer lugar, você saberá os detalhes mais pessoais de qualquer pessoa à sua volta.

COMPARTILHE: