domingo, 7 de abril de 2019

Livro revela como o Catar financiou mesquitas da Irmandade Muçulmana por toda a Europa

O emirado do Catar financiou dezenas de mesquitas e projetos islâmicos na Europa, ao custo de vários milhões de dólares, a maioria através de uma rede ligada à Irmandade Muçulmana, revela um novo livro intitulado "Qatar Papers".

"Qatar Papers" contém provas de transferências do Catar para financiar mais de 140 projetos na Europa, com 50 só na Itália. Segundo o livro, a rede se estende por muitos países, principalmente Itália, França, Suíça e Alemanha.

O livro foi escrito pelos jornalistas franceses Christian Chesnot e Georges Malbrunot.

COMPARTILHE:

sábado, 13 de outubro de 2018

Catar volta a fazer falsas acusações contra a Arábia Saudita

Desde o desaparecimento do jornalista Jamal Khashoggi, a mídia do Catar publicou dezenas de notícias falsas e informações não corroboradas acusando a Arábia Saudita de ter matado o homem.

Apesar do fato de que as autoridades turcas não emitiram nenhuma declaração oficial condenando a Arábia Saudita, bem como a negação pelo ministro do Interior saudita, que confirmou que a cobertura frenética da mídia em torno do caso é falsa e sem base, a mídia do Catar ainda insiste publicando mentiras sobre o desaparecimento do cidadão saudita.

COMPARTILHE:

quarta-feira, 15 de agosto de 2018

domingo, 17 de dezembro de 2017

Michell Hilton, Blog MichellHilton, tecnologia, notícias, mercado, mercado financeiro, economia, blog, noticias, noticias de tecnologia

Catar está com falta de pessoal para pilotar seus caças militares

O Catar procura gastar bilhões de dólares para aumentar seu poder militar, mas o pequeno estado do Golfo pode enfrentar uma falta de pessoal, de acordo com um relatório da Defense News.

O Catar procura gastar bilhões de dólares para aumentar seu poder militar, mas o pequeno estado do Golfo pode enfrentar uma falta de pessoal, de acordo com um relatório da Defense News.

Na semana passada, a BAE Systems e o Catar firmaram um contrato avaliado em cerca de 5 bilhões de libras (6,7 bilhões de dólares) para o país para comprar 24 aeronaves de combate Typhoon. A BAE Systems disse que a entrega será no final de 2022, acrescentando que o contrato estava sujeito "às condições de financiamento e o recebimento do primeiro pagamento, que deverá ser cumprido até meados de 2018".

COMPARTILHE:

segunda-feira, 13 de novembro de 2017

Michell Hilton, Blog MichellHilton, tecnologia, notícias, mercado, mercado financeiro, economia, blog, noticias, noticias de tecnologia

Catar alega suposto plano dos EAU para desvalorizar sua moeda

Saif bin Ahmed al-Thani

O Catar abriu uma investigação sobre reivindicações de uma suposta parcela dos Emirados Árabes Unidos para enfraquecer sua moeda nos primeiros estágios da crise diplomática do Golfo, de acordo com um porta-voz do governo.

Catar foi alertado sobre o problema em julho e reexaminou-o após os recentes relatórios do "Intercept", disse o xeque Saif bin Ahmed al-Thani, diretor do escritório de comunicação do governo, no domingo.

O Intercept revelou um suposto plano dos Emirados Árabes Unidos para manipular a economia do Catar e retirar o país da Copa do Mundo de Futebol de 2022.

COMPARTILHE:

quarta-feira, 6 de setembro de 2017

Como a economia do Catar enfrenta a crise?

Desde junho, os laços políticos entre Catar e seus ex-aliados do Golfo, Arábia Saudita, Bahrein, Emirados Árabes Unidos e Egito - não mudaram muito, mas as manobras para superar a crise continuam.

A máquina de mídia do Catar se mobilizou para destacar a força econômica do país e sua superação da crise, mas muitas bandeiras vermelhas apareceram.

As três principais agências de classificação de risco do mundo - Fitch, Moody e Standard & Poor alteraram sua visão sobre a Catar de "estável" para "negativo". Enquanto isso, o Fundo Monetário Internacional emitiu avisos para Doha sobre as repercussões da crise.

Quando os primeiros relatos de como a economia do Catar estava resistindo à crise veio à tona, Doha negou rapidamente os relatórios locais, regionais e internacionais sobre o impacto no setor da aviação do país em particular, mas isso não foi o suficiente.

COMPARTILHE:

quinta-feira, 24 de agosto de 2017

sábado, 5 de agosto de 2017

Compra de Neymar pelo PSG não livrará o Catar

Compra de Neymar pelo Paris Saint-Germain (PSG) não permitirá que o Catar saia impune das acusações de financiar o terror, dizem as autoridades francesas.

Nasser Al-Khelaifi, o homem por trás da contratação de Neymar, sempre foi ligado aos esportes. Antes de se tornar um executivo do futebol, foi tenista profissional - de poucos resultados, é verdade - e chegou a representar o Qatar por diversas vezes nas quadras na Copa Davis. Amigo pessoal de Tamim bin Hamad al-Thani, atual Emir do Catar, Al-Khelaifi comanda o PSG desde 2011, quando o fundo do Qatar Sports Investments comprou 70 por cento da equipe francesa - a aquisição completa foi finalizada em 2012.

COMPARTILHE:

terça-feira, 1 de agosto de 2017

Michell Hilton, Blog MichellHilton, tecnologia, notícias, mercado, mercado financeiro, economia, blog, noticias, noticias de tecnologia

Catar: "Sanções violam as leis internacionais"

Mohamed bin Abdelrahman Al-Thani

O ministro dos Negócios Estrangeiros do Catar, Mohamed bin Abdelrahman Al-Thani, rejeitou o comunicado divulgado no domingo pelo quarteto anti-Catar e disse que as sanções "violam as leis internacionais", informou a rede de televisão Al-Jazeera.

COMPARTILHE:

domingo, 23 de julho de 2017

A família dominante no Catar é boa em chantagem

A família dominante no Catar é boa em chantagem, exploração e destruição de valores. Eles perpetuaram uma grave conspiração contra seus aliados do Golfo ... esfaqueando a Arábia Saudita, Emirados Árabes Unidos, Bahrein e Egito nas costas com uma adaga envenenada.

Tradicionalmente, o erro atrai erros. Isso, no entanto, não é um problema, mas uma questão de solução, o Catar está pagando o preço dos seus erros.

COMPARTILHE:

Michell Hilton, Blog MichellHilton, tecnologia, notícias, mercado, mercado financeiro, economia, blog, noticias, noticias de tecnologia

EAU alivia restrições ao beIN Media do Catar

Os canais pertencentes ao beIN Media, com sede no Catar, voltaram a ser exibidos nos Emirados Árabes Unidos neste fim de semana

Os canais pertencentes ao beIN Media, com sede no Catar, voltaram a ser exibidos nos Emirados Árabes Unidos neste fim de semana, isso só depois de serem desbloqueados pelos provedores locais de serviços de telecomunicações.

Essa é uma boa notícia para fãs de esportes e amantes de desenhos animados. O beIN detém os direitos de canais regionais que transmitem ligas, torneios de futebol de alto nível e canais populares para crianças, como Baraem e Jeem.

Os canais foram suspensos depois que os Emirados Árabes Unidos e outros estados árabes cortaram laços diplomáticos com o Catar.

Al Jazeera permanece bloqueada.

COMPARTILHE:

quarta-feira, 5 de julho de 2017

Michell Hilton, Blog MichellHilton, tecnologia, notícias, mercado, mercado financeiro, economia, blog, noticias, noticias de tecnologia

Catar pretende permanecer no erro

Boicote ao Catar “vai continuar”

"O boicote político e econômico permanecerá até que o Catar mude suas políticas para melhor", disse o ministro das Relações Exteriores da Arábia Saudita, Adel al-Jubeir.

Para encerrar a crise, os países do Golfo enviaram ao Catar uma lista de 13 exigências, incluindo o fechamento de uma base militar turca e da televisão Al-Jazeera, que consideram muito agressiva, bem como a redução das relações de Doha com o regime do Irã.

MANCHETE SOBRE O ASSUNTO: Boicote ao Catar “vai continuar”

COMPARTILHE:

quarta-feira, 28 de junho de 2017

Michell Hilton, Blog MichellHilton, tecnologia, notícias, mercado, mercado financeiro, economia, blog, noticias, noticias de tecnologia

"Nossas exigências ao Catar não são negociáveis"

"Nossas exigências ao Catar não são negociáveis. Agora é hora do Catar acabar com o apoio ao extremismo e ao terrorismo", disse o ministro da Justiça saudita, Adel al-Jubeir.

"Nossas exigências ao Catar não são negociáveis. Agora é hora do Catar acabar com o apoio ao extremismo e ao terrorismo", disse o ministro da Justiça saudita, Adel al-Jubeir.

Os principais diplomatas do Golfo estavam em Washington, enquanto o secretário de Estado dos EUA, Rex Tillerson, procurou ajudar a resolver a teimosa crise de Catar, em meio à preocupação de que a posição inflexível da Arábia Saudita poderia frustrar o esforço.

COMPARTILHE:

domingo, 25 de junho de 2017

sexta-feira, 23 de junho de 2017

Michell Hilton, Blog MichellHilton, tecnologia, notícias, mercado, mercado financeiro, economia, blog, noticias, noticias de tecnologia

Países do Golfo: Al Jazeera deve ser fechada

Arábia Saudita, Egito, Emirados Árabes Unidos e Bahrein apresentam lista de exigências ao Catar, incluindo fechamento da Al Jazeera

Arábia Saudita, Egito, Emirados Árabes Unidos e Bahrein apresentam lista de exigências ao Catar, incluindo fechamento da Al Jazeera.

A rede de mídia financiada pelo Catar, Al Jazeera, criticou os pedidos dos países árabes.

Em uma declaração, Al Jazeera disse: "Afirmamos nosso direito de praticar o nosso jornalismo profissionalmente e sem se curvar à pressão de qualquer governo ou autoridade".


COMPARTILHE:

domingo, 18 de junho de 2017

Michell Hilton, Blog MichellHilton, tecnologia, notícias, mercado, mercado financeiro, economia, blog, noticias, noticias de tecnologia

Catar não cortará o gás para os Emirados

O Catar não cortará o gás para os Emirados Árabes Unidos, apesar de uma disputa diplomática em curso e uma cláusula de "força maior" em seu contrato, disse o presidente-executivo da Qatar Petroleum

O Catar não cortará o gás para os Emirados Árabes Unidos, apesar de uma disputa diplomática em curso e uma cláusula de "força maior" em seu contrato, disse o presidente-executivo da Qatar Petroleum, duas semanas depois de alguns estados árabes do Golfo cortarem os laços com Doha.

"A Qatar Petroleum é uma empresa petrolífera estatal do Catar, a empresa foi fundada em 1974 e atua na exploração de petróleo e gás, incluindo exploração, produção, refinamento, transporte e armazenamento, as operações estão diretamente ligadas ao planejamento estado do Qatar chegando a contribuir em até 60 por cento do PIB do Catar." FONTE: Wikipédia



COMPARTILHE:

quinta-feira, 15 de junho de 2017

segunda-feira, 12 de junho de 2017

Michell Hilton, Blog MichellHilton, tecnologia, notícias, mercado, mercado financeiro, economia, blog, noticias, noticias de tecnologia

Qatar Airways reporta lucros maciços

Crise do Golfo ameaça expansão da Qatar Airways

Os lucros da Qatar Airways subiram quase 22 por cento no último ano fiscal, anunciou a companhia no relatório financeiro no domingo, mas grandes problemas estão à espreita.

O futuro da companhia aérea pode ser muito menos generosa, o bloqueio econômico instituído pelos vizinhos podem prejudicar a expansão da companhia.

MANCHETE SOBRE O ASSUNTO: Crise do Golfo ameaça expansão da Qatar Airways

COMPARTILHE:

Michell Hilton, Blog MichellHilton, tecnologia, notícias, mercado, mercado financeiro, economia, blog, noticias, noticias de tecnologia

EUA nunca permitirá iranianos e turcos em Doha

É impossível de Doha implementar seu objetivo de ter soldados iranianos e turcos no país

O general Mahmoud Mansour, fundador do Serviço de Inteligência do Catar (QSS), disse ser impossível de Doha implementar seu objetivo de ter soldados iranianos e turcos no país.

Os EUA não nunca permitirão que soldados de outras nacionalidades sejam implantados nos territórios do Catar, disse Mansour.


COMPARTILHE:

domingo, 11 de junho de 2017

Michell Hilton, Blog MichellHilton, tecnologia, notícias, mercado, mercado financeiro, economia, blog, noticias, noticias de tecnologia

Irã, Catar e Talibã estão ameaçando a missão dos EUA no Afeganistão

Durante as últimas semanas, surgiram muitos relatórios que acusam o Irã de aumentar o seu envolvimento com os talibãs nas regiões do norte e leste do Afeganistão

Durante as últimas semanas, surgiram muitos relatórios que acusam o Irã de aumentar o seu envolvimento com os talibãs nas regiões do norte e leste do Afeganistão.

Talibã mantém um escritório político em Doha, para reuniões com interlocutores afegãos e estrangeiros.

Assim, a curto prazo, os talibãs estão promovendo os interesses iranianos através da sua insurgência contra o governo apoiado pelos EUA e, fornecendo apoio, o Irã está impedindo os Estados Unidos de trazerem estabilidade para o Afeganistão.

COMPARTILHE: