quarta-feira, 13 de março de 2019

terça-feira, 5 de março de 2019

domingo, 3 de março de 2019

quinta-feira, 28 de fevereiro de 2019

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2019

Michael Cohen acusa Trump

Michael Cohen, ex-advogado do presidente dos Estados Unidos, acusou Donald Trump nesta quarta-feira (27) de se envolver em conduta criminosa e ordenador a compra do silêncio de uma atriz pornô durante a campanha presidencial de 2016.


terça-feira, 19 de fevereiro de 2019

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2019

domingo, 27 de janeiro de 2019

Presidente John McAfee

John McAfee, 73 anos, que fundou a empresa de antivírus McAfee em 1987, disse que vai concorrer à presidência dos EUA e fará isso de um barco.


sexta-feira, 21 de dezembro de 2018

China nega acusações de espionagem econômica

O Ministério das Relações Exteriores da China afirmou nesta sexta-feira (21) que se opõe resolutamente às acusações "caluniosas" dos EUA e de outros aliados que criticam a China por espionagem econômica, conclamando Washington a retirar suas acusações.

Nunca confie resolutamente nas coisas!

Fonte: Reuters


quinta-feira, 20 de dezembro de 2018

EUA acusam dois hackers chineses

O Departamento de Justiça dos Estados Unidos acusou dois chineses associados ao Ministério de Segurança do Estado de uma campanha agressiva para tentar roubar propriedade intelectual e informações confidenciais de empresas norte-americanas.



domingo, 16 de dezembro de 2018

sábado, 15 de dezembro de 2018

quarta-feira, 12 de dezembro de 2018

Michael Cohen é condenado a 3 anos de prisão

A Justiça dos Estados Unidos condenou o ex-advogado mentiroso de Donald Trump, Michael Cohen, a 3 anos de prisão pelos crimes de violação às leis de financiamento de campanha eleitoral e falso testemunho ao Congresso norte-americano.

Fonte: G1


segunda-feira, 3 de dezembro de 2018

Michell Hilton

Eu nunca irei me cansar de escrever sobre o Iraque

Eu nunca irei me cansar de escrever sobre o Iraque

O Iraque não tinha armas de destruição em massa e nem nucleares, então por que eles assassinaram o presidente Saddam Hussein? Há muitas razões por trás da execução.

Você vê, os Estados Unidos invadiram o Iraque por um único motivo. Petróleo.

O Iraque tem muito petróleo, e Saddan Hussein estava tentando mudar o sistema de distribuição de petróleo do Iraque. Isso seria muito ruim para a economia americana. Então, os americanos decidiram invadir o Iraque, destruindo completamente o país, matando milhares e milhares de pessoas. Tudo por causa do petróleo.

VEJA TAMBÉM:O Iraque era melhor nos dias de Saddam 

As pessoas ao redor do mundo ficaram furiosas com os Estados Unidos, pois as pessoas viram que todas as desculpas criadas pelos EUA eram uma mentira.

O Iraque não tinha armas químicas - isso era consenso de todos os analistas. Vários governos ao redor do mundo alertaram a imprensa sobre o Iraque ser limpo, mas o governo americano insistia em insistir que o Iraque tinha armas químicas. Depois de muito tempo, eles foram forçados a admitir a mentira.

O Iraque era um paraíso terrorista. Outro mentira sem sentido. O Iraque era um dos países mais bem organizados da região, e o terrorismo era algo muito raro. A punição para os terroristas era grave, por isso nunca foi um problema no país. Mas mesmo assim, os americanos tentaram convencer o mundo de que havia muitos terroristas ali. Mais uma vez, eles foram pegos na mentira.

Saddan era um perigo para o mundo - mentira barata, já que o mundo nunca se sentiu ameaçado por ele. Ele tinha um relacionamento bastante sólido com a maioria dos países do mundo, então essa desculpa era simplesmente ridícula.

Hoje em dia, se você olhar para o Iraque, verá um local completamente destruído, várias guerras civis, uma imagem clara do inferno. Tudo isso feito pelos Estados Unidos.

Infelizmente é assim que os americanos lidam com seus interesses.

Quem será a próxima vítima dos Estados Unidos? Só o tempo irá dizer.


sábado, 1 de dezembro de 2018

Michell Hilton

George H.W. Bush morre aos 94 anos

O ex-presidente dos EUA, George Herbert Walker Bush, o empresário que se tornou político e um grande aliado dos sauditas, morreu aos 94 anos.

O ex-presidente dos EUA, George Herbert Walker Bush, o empresário que se tornou político e um grande aliado dos sauditas, morreu aos 94 anos.

Bush morreu depois das 22h de sexta-feira, informou uma fonte próxima à família.

George H.W. Bush serviu como presidente de 1989 a 1993. Antes disso, ele atuou como vice-presidente no governo de Ronald Reagan de 1981 a 1989.

Bush recebeu vários elogios depois de sua presidência, inclusive recebendo um título de cavaleiro no Palácio de Buckingham, e tendo o porta-aviões nuclear da Marinha dos EUA, o USS George H.W. Bush (CVN-77), nomeado em sua homenagem.


quinta-feira, 29 de novembro de 2018

sexta-feira, 23 de novembro de 2018

EUA pedem aos aliados que evitem equipamentos da Huawei

O governo dos EUA começou a reunir seus aliados contra a gigante chinesa Huawei, temendo seus laços estreitos com o governo chinês.

O Wall Street Journal informou que o governo norte-americano está considerando oferecer ajuda financeira aos países que se posicionarem e bloquearem a Huawei.

A Huawei, fundada por Ren Zhengfei, ex-oficial do Exército Popular de Libertação, agora é a segunda maior fabricante de smartphones do mundo.



terça-feira, 20 de novembro de 2018

Trump diz que os EUA estão com a Arábia Saudita

Em um longo comunicado, o presidente dos EUA, Donald Trump, disse nesta terça-feira que os Estados Unidos estão com a Arábia Saudita.

Trump disse que as agências de inteligência dos EUA ainda estão avaliando todas as informações sobre a morte do jornalista saudita Jamal Khashoggi.

O mundo é um lugar muito perigoso!

Fonte: White House


quarta-feira, 24 de outubro de 2018

sábado, 20 de outubro de 2018

EUA ousaria impor sanções contra a Arábia Saudita?

Vários republicanos no Congresso americano pediram sanções rápidas contra a Arábia Saudita em retaliação à morte de Jamal Khashoggi. Mas Trump expressou preocupações públicas e privadas sobre o risco potencial de quebrar os laços militares e diplomáticos com os sauditas.