quinta-feira, 13 de novembro de 2014

Acabei de receber um email da Ello vamos testar a rede social

Ello quer ser alternativa 'simples' ao Facebook ... bom vamos testar para ver como ela vai se sair eu recebi uma e-mail.

Chamada por alguns de "rede antissocial" por ter sido criada para mudar o atual modelo das redes sociais, a "Ello" é mais fácil de ser entendida como rede anti-publicitária e pró-privacidade.

Por ainda estar em fase de testes, não é possível acessar o site da rede, "ello.co", para criar um cadastro. A Ello adota o mesmo modelo empregado pelo Orkut, permitindo que apenas usuários convidados montem um perfil. É possível ir ao site e solicitar um convite, mas não se sabe quando esse pedido pode ser atendido.

Segundo uma entrevista concedida pelo fundador do site Paul Budnitz ao site "BetaBeat", a rede social chegou a receber 30 mil pedidos de inscrição por hora na semana passada e a rede tem dobrado de tamanho a cada três ou quatro dias.

A Ello recebeu US$ 435 mil do fundo de investimento de capital de risco FreshTracks Capital. Para pagar essa conta e dar lucro para seus investidores, a Budnitz prometeu ao FreshTracks Capital que a Ello adotaria um modelo "freemium", em que o uso dos recursos básicos do site é gratuito, mas algumas funções dependem de pagamento para serem usadas. Esse modelo é muito usado por jogos on-line, inclusive games dentro do Facebook.

COMPARTILHE:


terça-feira, 30 de setembro de 2014

Michell Hilton

Ello veio para assassinar o Facebook

Eu tenho medo de dizer o que sinto por Ello...Eu sei que o Facebook está em constante perigo de vida

Ello veio para assassinar o Facebook

A nova plataforma de mídia social chega, todo mundo proclama que a próxima grande coisa e melhor do que tudo o que veio antes ou existe atualmente. Eu olho para ele e sinto um profundo senso de meh.

Não é realmente culpa da Ello. A rede social que parece encorajar grandes imagens, pensamentos curtos e conversa sem rosca lançado durante o verão. Não me lembro de ouvir sobre isso...Até domingo na verdade, Ello voava de forma sob o radar até setembro.

Um par de semanas atrás, o Facebook fez manchetes quando ele começou a aplicação rigorosa de uma política de nomes verdadeiros. Acontece que há muitas pessoas para quem um nome tirado é mais do que apenas um pseudônimo, mas uma identidade. A comunidade LGBT, em particular, tomou a exceção à nova regra, uma vez que forçou algumas drag queens e transgêneros mesmo usar nomes de gênero fora do alinhamento com as suas próprias identidades sexuais. 

Facebook se encontrou com grupos LGBT, mas como alguns membros do Facebook começou a procurar um novo lugar para se conectar, o pouco conhecido Ello alguma forma entrou na mistura. 

Não está claro se Ello procurou esses membros ou se as pessoas simplesmente encontraram a Ello, mas é claro que o fundador Paul Budnitz (que também fundou Kid Robot) ajudou o movimento junto com alguns comentários cuidadosamente criados para o Daily Dot, em 24 de setembro.

Logo, não foi apenas gays e lésbicas pedindo para se unir Ello. Escassez quase sempre gera demanda, e o ainda-em-beta, somente para convidados Ello tornou-se uma rede social em brasa no espaço de dois dias. 

No escritório, o nome Ello criou uma, constante brevistilo quase inevitável lento. Todo mundo estava falando sobre isso e elaboração de estratégias como obter um convite. Embora eu não sabia nada sobre Ello, não sou imune ao toque de clarim do novo. Eu visitei o site com seus avatares ChatHead-like e smiley face sem olhos onipresente. Contra o meu próprio julgamento melhor eu colocar no meu e-mail para um convite. Embora eu não tenha uma confirmação, e nenhum convite para participar veio. Então um amigo no Twitter e me passou um de seus quatro convites.

É claro, entrei imediatamente. Eu também entregou rapidamente meus quatro convites, pois notei que meus seguidores no Twitter estavam pedindo para se juntar à rede social que, até uma semana atrás, eles provavelmente nem sabia que existia.

Agora que eu vi Ello, posto algumas coisas e reuniu alguns seguidores, eu posso te dizer o que eu penso, mas primeiro o óbvio: Ela é um Facebook Killer! Isso mesmo ela vai acabar com muitas coisas inclusive o Facebook!

Ello é livre ... E todos também são!

COMPARTILHE:


sábado, 27 de setembro de 2014

Michell Hilton

Nova rede social Ello quer ser o anti-Facebook! Cofounder não pense que Facebook é uma rede social

Na verdade, a rede social Ello ainda incipiente já ganhou uma reputação como o "anti-Facebook".

Nova rede social Ello quer ser o anti-Facebook!

Mas Ello co-fundador Paul Budnitz não dar muita atenção nessas comparações. Em parte, porque ele acha que os usuários do Facebook têm se tornado tão comoditizados que a plataforma deixou de ser uma verdadeira rede social há muito tempo.

"Os anunciantes são o cliente e o usuário é o produto que está sendo comprado e vendido", disse ao PHiltonBrasil via email "Nós não estamos competindo com eles, porque o que estamos fazendo é tão diferente."

Por enquanto, a Ello opera em beta. Durante esse período de testes, apenas usuários convidados poderão navegar e fazer amigos por lá. No site, é possível pedir um convite para usá-lo.

A nova rede social condena esse negócio. “Nós acreditamos que uma rede social pode ser ferramenta para dar poder. Não uma ferramenta para enganar, coagir e manipular”, diz o manifesto.

O discurso fortemente ideológico da Ello parece ter conquistado muita gente na internet. Ontem, quinta-feira, a rede congelou a abertura de novas contas para convidados. Em um comunicado, eles afirmaram que a rede viralizou e para não ter problemas no serviço, não aceitariam novos usuários por ora.

No Twitter, a jornalista Reyhan Harmanci, da Fast Company, publicou que, de acordo com os fundadores da rede, eles vinham recebendo 34 mil novos pedidos de perfil por hora.

Tem algo a acrescentar a esta história? Compartilhe nos comentários.

COMPARTILHE: