terça-feira, 11 de setembro de 2018

domingo, 17 de setembro de 2017

sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

Nico Rosberg

Uma notícia que pegou todos de surpresa nesta sexta-feira, Nico Rosberg não é mais piloto de Fórmula 1. Após o título conquistado nesta temporada, o alemão anunciou hoje, durante a premiação da FIA, em Viena, na qual recebeu seu troféu de campeão, que vai se retirar da categoria imediatamente.

“Para mim é um dia muito especial receber o troféu. Esta noite será incrível, mas por outra razão. Quero aproveitar a oportunidade para anunciar o fim da minha carreira na F1”, disse.

Rosberg explicou sua decisão e que tomou a decisão logo depois de garantir o campeonato, após o GP de Abu Dhabi.





domingo, 27 de novembro de 2016

Britânico tenta estratégia de segurar alemão, mas mesmo assim vê Nico ser campeão mundial em Abu Dhabi; Massa termina carreira em 9º

Britânico tenta estratégia de segurar alemão, mas mesmo assim vê Nico ser campeão mundial em Abu Dhabi; Massa termina carreira em 9º.

A 53ª vitória de Lewis Hamilton na Fórmula 1 com certeza não será uma das mais doces de sua carreira. O piloto britânico fez o que tinha de fazer neste domingo (27). Ele venceu o GP de Abu Dhabi, mas viu Nico Rosberg ser o segundo colocado.

Felipe Massa terminou sua última corrida na Fórmula 1 nos pontos. O piloto fez boa prova e finalizou na nona posição. 




domingo, 13 de novembro de 2016

Com pista encharcada, acidentes e paralisações, corrida em São Paulo teve show de Verstappen, emoção de Massa e vitória de Hamilton

Hamilton tem feito tudo o que pode para manter a corrida rumo ao título. 

A chuva que caiu durante todo o domingo em São Paulo encharcou a pista de Interlagos e, por pouco, não estragou o GP do Brasil de Fórmula 1. Não fosse pelas incríveis ultrapassagens do caçula da categoria, Max Verstappen, os torcedores que pagaram entre 570 e 14.400 reais em ingressos, certamente teriam ido para casa extremamente frustrados. A pista molhada provocou acidentes, causou duas paralisações, e frustrou os fãs, que chegaram a vaiar bastante em certo momento. Menos mal para Lewis Hamilton, da Mercedes, que largou na pole position, conseguiu sustentar a posição e venceu a corrida. O resultado levou a decisão do título mundial para a última etapa, dia 27, em Abu Dhabi.

"Eu estava apenas relaxado na frente", diz Hamilton casualmente.




sábado, 12 de novembro de 2016

Hamilton foi mais rápido do que seu companheiro Nico Rosberg

Lewis Hamilton leva a pole para impulsionar suas esperanças de ganhar o título mundial.

Hamilton foi mais rápido do que seu companheiro Nico Rosberg.

Hamilton, sabe que tem que vencer tanto no Brasil como a final em Abu Dhabi, se quiser ter alguma chance - e, mesmo assim, seria necessário Rosberg terminar fora do pódio em qualquer das corridas.

MANCHETE SOBRE O ASSUNTO: Lewis Hamilton faz pole-position para o GP do Brasil de Fórmula 1




domingo, 2 de outubro de 2016

sábado, 18 de julho de 2015

Jules Bianchi

O mundo do automobilismo mergulhou em luto neste sábado com a notícia de que o piloto de Fórmula 1 Jules Bianchi tinha morrido.

Nove meses depois que ele sofreu ferimentos graves na cabeça, no Grande Prêmio do Japão. Ele faleceu na sexta à noite no hospital em Nice, sudeste da França, onde foi internado após o acidente de 05 de outubro, disse um comunicado da família.

"Jules lutou até o fim, como sempre fazia, mas hoje a sua batalha chegou ao fim", disse a família Bianchi.

"A dor que sentimos é imensa e indescritível." Assim disse a família do piloto. A família de Bianchi agradeceu a todos os que estiveram envolvidos no seu cuidado, tanto no Japão imediatamente após o acidente, e mais tarde na França.




domingo, 22 de fevereiro de 2015

Alonso passará a noite no hospital!

Após sofrer um acidente na manhã de testes da pré-temporada da Fórmula 1, em Barcelona, Fernando Alonso foi submetido a uma bateria de exames e passa bem.

O piloto da McLaren foi levado para o Hospital Geral da Catalunha de helicóptero, ele não sofreu lesões mas permanecerá durante a noite no hospital para observação. Segundo seu empresário, Luiz Garcia Abad, “ok e consciente”.

O piloto espanhol sofreu um acidente às 12h36, no fim da sessão da manhã do último dia de testes desta série. Alonso havia saído dos boxes naquela volta. 

Percorreu a parte final da grande reta, contornou as curvas 1 e 2, lentas, e acelerou trocando marchas que é como se vence a curva 3, longa e rápida. Mas no meio da curva o campeão do mundo de 2005 e 2006 perdeu o controle da McLaren MP4/30-Honda e tomou a direção interna da curva, trajetória pouco comum naquele ponto.

Não há imagens do acidente, ao menos oficiais. Quem estava próximo registrou a dinâmica do acidente com um celular.




sexta-feira, 12 de dezembro de 2014

Os primeiros patrocinadores ricos começaram a cortar seus laços com Michael Schumacher as chances de qualquer recuperação significativa para promover seus produtos.

Michael Schumacher!

Site de notícias suíça Bluewin afirmou Schumacher é mais pobre da ordem de vários milhões de libras por ano como resultado das decisões comerciais tomadas por algumas empresas que já não vê-lo como um modelo para os seus produtos.

VEJA TAMBÉM: Michael Schumacher paralisado e em uma cadeira de rodas, afirma amigo

Enquanto Mercedes e DVAG prometeram apoiá-lo, outros não.

Phillipe Gaydouls, proprietário das empresas de moda NAVYBOOT e Jet Set, cortou publicamente seus laços comerciais com o piloto.

"Não é fácil para os patrocinadores de Schumacher: pagando milhões de francos suíços por ano e receber nada de volta desde o acidente", disse o relatório Bluewin, referindo-se ao acidente de esqui em 29 de dezembro do ano passado, que deixou Schumachder paralisado, sem palavras e confinados a camas e cadeiras de rodas.

"Mas eles devem separar nesta situação a partir da lenda da Fórmula 1 ... É um ato de equilíbrio:? Por um lado, os patrocinadores devem prosseguir seus objetivos, que apontam no sentido de uma despedida.

"Por outro lado, ele não será bem recebido em público, se você está virando as costas para Schumacher neste momento difícil."

A porta-voz do Gaydoul confirmou sua decisão. Para a Revista Finance Bilanz eles pagam para Schumacher cerca de quatro milhões de libras por ano.

Embora o dinheiro de patrocínio é uma fortuna para a maioria, a perda dele não é sua segurança financeira. Ele acumulou uma fortuna de cerca de 500 milhões libras durante seus anos no topo.




terça-feira, 2 de dezembro de 2014

Mark Webber recebeu alta do Hospital Bandeirantes, na zona sul de São Paulo, na noite desta segunda-feira. 

Mark Webber

No domingo, ele havia sofrido um grave acidente no Autódromo de Interlagos, durante o desafio das 6h de São Paulo. A informação da liberação foi dada pela equipe Porsche."Boas notícias! Webber foi liberado do hospital", publicou o perfil oficial da equipe no Twitter. O outro piloto que se envolveu no acidente, Matteo Cressoni, já havia recebido alta mais cedo e retornou à Itália.

SIGA no Twitter PHiltonBrasil

Webber sofreu um grave acidente no último domingo durante a disputa das 6 Horas de São Paulo. O Porsche de Webber, então na sexta posição, chocou-se com a Ferrari de Cressoni na Curva do Café, e ambos bateram no muro a cerca de 300 km/h. “Estou bastante dolorido e também com machucados, além de uma dor de cabeça muito forte. Não me lembro do acidente ou como ele aconteceu, a equipe está analisando os detalhes para sabermos o que ocorreu”, disse Mark Webber por meio de comunicado na manhã de segunda-feira.




segunda-feira, 10 de novembro de 2014

Rosberg e Hamilton, uma dupla recordista, mas ainda rachada

2014 remete a um dos melhores momentos da Fórmula 1: a dupla da Mercedes, Lewis Hamilton e Nico Rosberg, quebrou uma marca alcançada por dois dos maiores pilotos da história: Alain Prost e Ayrton Senna.
  Com a dobradinha conquistada em Interlagos neste domingo, o time alemão chegou com seus dois carros na frente de todos os outros pela décima primeira vez este ano. A Mercedes superou as 10 dobradinhas da McLaren, com Senna e Prost, na temporada de 1988.

No GP do Brasil, Rosberg ficou à frente de Hamilton e diminuiu a vantagem do companheiro de equipe para 17 pontos. Mesmo se vencer na última prova, em Abu Dhabi, daqui duas semanas, o alemão precisa torcer para que a sequência de dobradinhas da Mercedes pare por aqui - se Hamilton chegar em segundo, leva o Mundial de pilotos. Perguntado sobre quem é o piloto do grid que pode ajudá-lo nessa missão, Rosberg voltou-se para o lado na sala de entrevistas e apertou o ombro de Felipe Massa. "Ele é o cara", disse Nico. Felipe respondeu: "Eu quero vencer…" Rosberg riu amarelo e disse: "Não preciso de tanta ajuda assim."




sexta-feira, 7 de novembro de 2014

Ferrari de Alonso pega fogo em treino livre no Brasil

A quebra ocorreu na reta oposta, e Alonso logo parou a Ferrari, em chamas, ao lado da pista.

Vendo que nenhum fiscal estava naquele local, o espanhol encontrou um extintor de incêndio atrás da grade de proteção e correu para apagar o fogo.

O alemão Nico Rosberg liderou novamente a dobradinha da Mercedes no treino livre da tarde para o GP do Brasil de Fórmula 1, nesta sexta-feira (7), depois de ter sido o mais rápido na primeira sessão.

O único brasileiro na pista, Felipe Massa, ficou em sexto com a Williams, uma posição atrás do companheiro de equipe, Valtteri Bottas.

O treino, no entanto, foi marcado por um incidente envolvendo Fernando Alonso. Faltando cerca de 25 minutos para o fim da sessão, o espanhol teve o motor de sua Ferrari quebrado e precisou virar bombeiro para apagar o fogo que tomou conta da parte traseira do carro. Alonso, que em 2015 não estará mais na Ferrari (ele ainda não anunciou seu destino), saiu ileso. Ele deixou o local após a chegada dos fiscais. Já nos boxes, o espanhol apareceu sorrindo depois do incidente.




quarta-feira, 5 de novembro de 2014

O médico francês que tratou Michael Schumacher depois de um acidente de esqui que quase o matou disse que o ex-piloto pode se recuperar dentro de três anos.

Michael Schumacher poderia se recuperar em três anos

Em seus primeiros comentários públicos desde o acidente, o Dr. Jean-Francois Payen confirmou que Schumacher está fora do coma e tem feito "algum progresso", mas disse que o motorista enfrenta um longo caminho para a recuperação.

"Eu tenho visto alguns progressos, mas eu diria para dar-lhe tempo. É como outros pacientes, estamos em um período de tempo que varia de um ano a três anos, por isso é preciso paciência", disse o Dr. Payen.




terça-feira, 7 de outubro de 2014

Jules Bianchi tem uma chance de 90% de chance de nunca mais recuperar a consciência

A lesão cerebral sofrida por Jules Bianchi motorista tem 90 por cento de chance de nunca mais recuperar a consciência.

Uma lesão axonal difusa é causada por uma pancada forte na cabeça, que resulta no cérebro em movimento para trás e para a frente no crânio, como resultado da aceleração ou desaceleração.

A lesão pode também causar a morte de células do cérebro, o que resulta no inchaço no cérebro.

Este aumento da pressão nas causas cerebrais diminuição do fluxo sanguíneo para o cérebro, bem como lesão adicional.

Cerca de 90 por cento dos sobreviventes com lesão axonal difusa grave permanecer inconsciente. Os 10 por cento que recuperar a consciência muitas vezes são severamente prejudicada.

O motorista Marussia colidiu com um veículo de recuperação que estava em cena para remover Sauber de Adrian Sutil, que tinha girado para fora da pista no tempo chuvoso.

Jules Bianchi tem uma chance de 90% de chance de nunca mais recuperar a consciência

A família de Bianchi divulgou um comunicado hoje dizendo: "Este é um momento muito difícil para nossa família, mas as mensagens de apoio e carinho por Jules de todo o mundo têm sido uma fonte de grande conforto para nós. Gostaríamos de expressar nossos sinceros agradecimentos."

"Os profissionais de saúde do hospital estão oferecendo o melhor tratamento e cuidados e somos gratos por tudo o que fizeram por Jules desde o acidente."
O francês permanece na Unidade de Terapia Intensiva do Centro Médico Mie Geral em Yokkaichi em estado crítico, mas estável.

A FIA anunciou hoje que lançou na investigação sobre o acidente.

"Este relatório ainda está em elaboração, uma vez que diz respeito ao cruzamento de um número de diferentes fontes de informação", a FIA disse à BBC Sport.

"Ele vai procurar ser o mais completo e detalhado quanto possível, a fim de entender exatamente o acidente que ocorreu."




Uma lenda Michael Schumacher será capaz de levar uma "vida relativamente normal novamente", depois de sofrer ferimentos graves na cabeça, que tem sido afirmado hoje.

Michael Schumacher pode levar um vida relativamente normal de novo

Jean Todt, presidente da entidade que comanda o esporte, a FIA, acredita-se que o campeão mundial que ele visitou sete vezes em sua casa na Suíça na semana passada, possa ter sua vida normal.

A condição de Schumacher está "melhorando", mas acrescentou que "nunca" será capaz de dirigir um carro de F1 novamente. Sr.Todt disse: "Podemos supor que Schumacher pode viver uma vida relativamente normal dentro de um curto período de tempo."

"O que podemos dizer é que ele provavelmente nunca mais vai poder dirigir um carro de Fórmula Um".

Sr.Todt era o gerente geral da equipe de F1 Ferrari quando Schumacher conquistou cinco títulos mundiais com a icônica italiana set-up.




domingo, 21 de setembro de 2014

Felipe Massa, da Williams, tratou com bom humor o risco de não concluir a corrida deste domingo, vencida pelo inglês Lewis Hamilton.

Felipe Massa é o pior brasileiro na F1! Como podemos chorar mais

Paul Hembery, diretor esportivo da Pirelli (fornecedora de pneus da Fórmula 1), disse que seria "impossível" o brasileiro levar o carro até o fim com o mesmo jogo de pneus, em razão do desgaste. Além de não só terminar a prova, mas conseguir um expressivo lugar, Felipe disse, que precisou guiar "igual a uma vovó", explicando que precisou pilotar com um cuidado extremo, para não prejudicar mais os pneus (confira no vídeo acima).

Em primeiro lugar, neste mundo, eu acho que nada é impossível. Foi possível, e quando a minha equipe falou que eu deveria ir até o final com aquele pneu, eu dei risada. Eu achei que era praticamente impossível...Na verdade ele não fez nada.

Dali para frente, eu comecei a guiar "como uma vovó", para falar a verdade, saindo da curva, trocando logo de marcha, tentando não destracionar o pneu traseiro, e deu certo, chegamos no fim e marcamos bons pontos. Pena que meu companheiro, no fim, teve problemas, senão os pontos seriam mais importantes ainda em nossa luta com a Ferrari - afirmou o brasileiro.

Ele é mau piloto como pode estar na F1!




segunda-feira, 28 de julho de 2014

Depois de dizer que está sofrendo "algo mais do que má sorte", vice-líder do Mundial volta a sugerir favorecimento para companheiro de Mercedes, após GP da Hungria.

Lewis
GP da Hungria onde aconteceu de tudo menos ...

Lewis Hamilton já andava com a pulga atrás da orelha. E uma ordem da Mercedes durante o GP da Hungria deste domingo, o deixou ainda mais desconfiado. 

Na metade final da prova, depois de largar do pitlane, o britânico encontrava-se na terceira posição, logo à frente do companheiro Nico Rosberg, que começara na pole. Foi quando a Mercedes pediu pelo rádio para ele deixar o alemão passar, apesar da distância razoável que separavam os dois. 

O argumento era de que Nico vinha com pneus macios e precisava fazer mais um pit stop, enquanto Hamilton estava com compostos médios. Contrariado, Lewis bateu o pé, não cedeu a posição e questionou a equipe, enquanto o parceiro reclamava com os engenheiros pelo rádio (confira a polêmica no vídeo). A insubordinação foi vital para o inglês. Ele chegou em terceiro, atrás de Daniel Ricciardo (RBR) e Fernando Alonso (Ferrari), terminando à frente de Nico, um resultado importante tanto em termos de pontuação, quanto psicológico na briga da dupla pelo título mundial. Após a corrida, o campeão mundial de 2008 não teve papas na língua e considerou e desconfiou da atitude da equipe:

Fiquei muito, muito chocado com a equipe me pedir isso. Ele não se aproximou o suficiente para me ultrapassar. Eu não iria tirar o pé e perder terreno para Fernando e Daniel. Chegasse e então me ultrapassasse. Então foi um pouco estranho disparou.




sábado, 26 de julho de 2014

Para brasileiro, presença de concorrentes em volta rápida prejudicou treino. Piloto, mais uma vez, foi superado por companheiro de equipe, Valtteri Bottas

Felipe Massa

Fora das duas últimas provas por acidentes ainda na primeira volta, o brasileiro Felipe Massa encontrou um culpado pela sexta posição conquistada no GP da Hungria de Fórmula 1, durante os treinos oficiais deste sábado: 

O tráfego de seus concorrentes em sua volta rápida. O finlandês Valtteri Bottas, companheiro de Massa na Williams, larga em terceiro.

"Foi um treino de classificação muito difícil, especialmente por causa do clima. O maior problema que eu tive foi o tráfego no Q3. Eu tive que ultrapassar talvez cinco carros na volta então eu não consegui o melhor tempo. Foi uma pena, mas vamos tentar fazer o melhor que pudermos amanhã (domingo) na corrida", comentou.

Massa, que foi pole na Áustria, vai mais uma vez largar atrás de Valtteri Bottas, que sai em terceiro após fazer uma volta quase um segundo mais rápida que o brasileiro no Q3. "Estamos surpresos. O traçado, em teoria, não é o melhor para nós, mas trabalhamos bem como time. Terceiro e sexto lugares no grid nos dão chance de conseguir pontos na corrida", comentou o finlandês.

Veja o grid de largada para o GP da Hungria:

1. Nico Rosberg (ALE/Mercedes) – 1min22s715
2. Sebastian Vettel (ALE/Red Bull) – 1min23s701
3. Valtteri Bottas (FIN/Williams) - 1min23s354
4. Daniel Ricciardo (AUS/Red Bull) - 1min23s391
5. Fernando Alonso (ESP/Ferrari) - 1min23s909
6. Felipe Massa (BRA/Williams) - 1min24s223
7. Jenson Button (ING/McLaren) - 1min24s294
8. Jean-Éric Vergne (FRA/Toro Rosso) - 1min24s720
9. Nico Hulkenberg (ALE/Force India) - 1min24s775
10. Kevin Magnussen (DIN/McLaren) – sem tempo no Q3
11. Daniil Kvyat (RUS/Toro Rosso) – 1min24s706
12. Adrian Sutil (ALE/Sauber) – 1min25s136
13. Sergio Pérez (MEX/Force India) – 1min25s211
14. Esteban Gutiérrez (MEX/Sauber) – 1min25s260
15. Romain Grosjean (FRA/Lotus) – 1min25s337
16. Jules Bianchi (FRA/Marussia) – 1min27s419
17. Kimi Räikkönen (FIN/Ferrari) - 1min26s792
18. Kamui Kobayashi (JAP/Caterham) – 1min27s139
19. Max Chilton (ING/Marussia) – 1min27s819
20. Marcus Ericsson (SUE/Caterham) – 1min28s643
21. Lewis Hamilton (ING/Mercedes) – sem tempo
22. Pastor Maldonado (VEN/Lotus) – sem tempo




domingo, 20 de julho de 2014


Lewis Hamilton larga em 20º e chega em terceiro lugar

Largando na pole position, o alemão Nico Rosberg (Mercedes) venceu o Grande Prêmio da Alemanha, nona prova do Mundial de Fórmula 1, disputado neste domingo no circuito de Hockenheim. Correndo em casa, Rosberg liderou a prova de ponta a ponta sem ser ameaçado na liderança.

A corrida terminou rápido para o brasileiro Felipe Massa. Ele bateu com Kevin Magnussen, da McLaren, ao fazer a primeira curva e capotou. Com sua Williams bastante danificada, o brasileiro abandonou a prova. A corrida chegou a ser interrompida com bandeira amarela para a retirada do carro de Massa e foi retomada em seguida.

Apesar do susto, Massa passa bem. Ele deixou o carro caminhando normalmente. O brasileiro chegou a ser examinado e realizou exames de precaução e foi liberado logo em seguida. "Fisicamente estou bem. Lógico que o acidente deve ter sido mais impressionante do que foi dentro do carro. Vi tudo de cabeça para baixo, mas o impacto não foi forte. Estou bem, 100%, não aconteceu nada", afirmou.

Largando em 20º, Lewis Hamilton "empilhou" os adversários, com dezenas de ultrapassagens e terminou a disputa na terceira da posição, mas viu seu rival direto na briga pelo título se distanciar na liderança do campeonato. Agora, Rosberg tem 190 pontos, enquanto Hamilton tem 176.

O segundo colocado na prova foi Valtteri Bottas, da Williams. O finlandês garantiu seu terceiro pódio consecutivo, se aproximando do quarto colocado no campeonato de pilotos, o espanhol Fernando Alonso.

Atrás dos três primeiros, chegou Sebastian Vettel, da Red Bull. O alemão se beneficiou da queda de rendimento de Alonso, que precisou fazer uma terceira parada com 10 voltas para o final e não conseguiu mais recuperar a posição.