domingo, 19 de outubro de 2014

Michell Hilton, Blog MichellHilton, tecnologia, notícias, mercado, mercado financeiro, economia, blog, noticias, noticias de tecnologia

Homem inventa vaga de vereador e consegue tomar posse

Sem votos para assumir vaga de vereador no município de Itaperuçu, região metropolitana de Curitiba, um candidato arrumou uma forma de assumir o mandato mesmo assim.

Falsário inventa vaga de vereador e consegue tomar posse

Ele falsificou documentos que levaram a Justiça, o Ministério Público e a Câmara de Vereadores a empossá-lo em fevereiro do ano passado como vereador do município.

A fraude só foi descoberta um ano e oito meses depois, o que levou à prisão, na última quarta-feira, de José Augusto Liberato (PDT).

Zé Augusto, como é conhecido, disputou as eleições municipais de 2012, mas obteve apenas 391 votos, o suficiente para fazê-lo apenas primeiro suplente.

Ele conseguiu ser empossado vereador sem ter vencido a disputa após apresentar à Justiça Eleitoral cópia da edição de um jornal local que traria uma decisão da Câmara de Vereadores de aumentar o número de cadeiras de 9 para 11 vagas.

Os vereadores, contudo, nunca aprovaram o aumento de cadeiras em mais duas vagas, tampouco o jornal publicou essa decisão.

Conforme investigadores, o vereador imprimiu em papel jornal a suposta determinação da Câmara de aumento de vagas e montou uma edição falsa do periódico, obtendo uma decisão judicial favorável.

A PF considerou a fraude de uma "exótica falsificação." Além de Liberato mais um vereador foi empossado graças a fraude. Esse outro vereador, entretanto, não participou do esquema, segundo a PF.

A própria Câmara dos Vereadores denunciou o caso à PF um ano e oito meses depois de ter dado posse a Zé Augusto. Até então, a direção do Legislativo local entendia que Liberato tornara-se um colega por decisão judicial.

Uma perícia nos documentos comprovou a fraude nos papéis e levou a PF a prender o "vereador" em sua casa. Ele, contudo, continua com mandato até que sua posse seja anulada. A Justiça deve decidir agora sobre a validade dos projetos aprovados pelo vereador.

Ao ser preso, Liberato alegou que não havia falsificado o documento que o levou a tomar posse na Câmara. A reportagem não conseguiu contato com o advogado do vereador.

Na casa do vereador foram recolhidos diversos documentos para análise e, juntamente com o preso, trazidos para a Superintendência da Polícia Federal em Curitiba para as medidas legais.

COMPARTILHE:

sábado, 4 de outubro de 2014

Michell Hilton, Blog MichellHilton, tecnologia, notícias, mercado, mercado financeiro, economia, blog, noticias, noticias de tecnologia

Aécio utilizou robôs para influenciar discussões nas redes! Será que ele vai usar robôs no governo

Estudo aponta que a campanha de Aécio Neves utilizou "robôs" para influenciar a opinião de usuários nas redes sociais durante o debate do último domingo (28), realizado pela TV Record. Será que el vai usar robôs no governo

Aécio utilizou robôs para influenciar discussões nas redes! Será que ele vai usar robôs no governo

O levantamento foi feito pelo Laboratório de Estudos sobre Imagem e Cibercultura (Labic) da Universidade Federal do Espírito Santo.

A pesquisa mostra que menções ao candidato tucano, utilizando hashtags como #debatenarecord e #VotoAecioSou45, cresceram substancialmente a partir do início do evento na televisão. O rastreamento identificou perfis falsos que replicavam mensagens em favor de Aécio Neves e contra seus adversários.

Em um período de 15 minutos, as citações ao Senador subiram vertiginosamente, chegando ao patamar de Dilma Rousseff (PT), a candidata mais forte nas redes. A análise mostrou que tanto a petista quanto Marina Silva (PSB) não utilizaram da tática.

Aécio utilizou robôs para influenciar discussões nas redes! Será que ele vai usar robôs no governo

Os BOTS, como são conhecidos tais perfis falsos, funcionam como influenciadores dos temas a serem discutidos nas redes. Eles fortalecem posts positivos, ao mesmo tempo que rebatem mensagens de apoiadores dos adversários...!

Aécio pode usar muito robôs no governo cuidado ao votar em um homem deste perfil!

De acordo com Fábio Malini, coordenador do Labic, não é tão simples reconhecer um "robô". “Verificamos a origem do avatar utilizado como imagem do perfil, e suas redes de relacionamento, de seguidores e seguidos (Twitter), de amigos, grupos e comentários em páginas (Facebook)”, afirmou.

Malini segue: "apesar de ampla democratização do pensamento que as redes sociais trazem, muitas ‘gangues digitais’ passaram a vender a capacidade de pautar a sociedade por meio de estratégias refinadas de geração de ‘trending topics”.

Segundo o Labic, grande parte dos perfis influenciadores estão ligados a Eduardo Trevisan, proprietário da Face Comunicação On Line Ltda. Sua empresa é especializada em monitoramento de redes e recebeu, até o início do mês, de acordo com a Folha de S.PAULO, R$ 130 mil da campanha de Aécio. “O que o estudo revela é uma profunda ligação interativa dos BOTS com @edutrevisan. O que isso significa? Que os BOTs retuitam continuamente o @edutrevisan em vários momentos”, explica.

Trevisan se defende, dizendo ser vítima da ação de tais "robôs". Ele afirmou que “alguém criou uma estrutura colossal que dá retuítes em dois perfis meus, o pessoal e um outro”. O PSDB divulgou nota alegando que notou um "comportamento anormal" em seus perfis no Twitter e que "tem a preocupação de identificar os perfis que poderiam eventualmente prejudicar a campanha e denunciá-los ao Twitter".

COMPARTILHE: