terça-feira, 6 de novembro de 2018

segunda-feira, 5 de novembro de 2018

sexta-feira, 2 de novembro de 2018

A inteligência iraniana é perigosa

O Yahoo News informou que em uma violação ocorrida por volta de 2010, agentes do regime iraniano usaram simples buscas no Google para identificar e se infiltrar nos sites que a CIA usava para se comunicar com agentes em em cantos escuros ao redor do mundo, segundo dois ex-oficiais de inteligência dos EUA. A violação teria levado a dezenas de mortes em todo o mundo e uma cascata de consequências que duraram anos.

Ex-funcionários dizem que a violação se originou de um agente duplo iraniano.

As consequências da infeliz violação foram grandes e catastróficas. No Irã, vários informantes foram presos e executados pelo regime.

Em um mundo onde a dependência de tecnologia avançada pode ser um mal necessário para a espionagem moderna, particularmente em regiões hostis onde as autoridades não podem operar livremente, essas falhas técnicas são um perigo sempre presente e só se tornarão mais agudas com o tempo.
COMPARTILHE:    Facebook Twitter

sexta-feira, 19 de outubro de 2018

terça-feira, 7 de agosto de 2018

segunda-feira, 6 de agosto de 2018

segunda-feira, 16 de julho de 2018

domingo, 15 de julho de 2018

sábado, 26 de maio de 2018

Irã pressiona a Europa

O regime do Irã ameaçou se retirar do acordo nuclear e exigiu que a Europa apresentasse um "pacote econômico" para compensar a decisão de Washington.

O aiatolá Ali Khamenei disse que os signatários europeus devem prometer não tentar conter a influência regional do Irã e seu programa de mísseis balísticos.

O líder supremo do Irã é o principal tomador de decisões.

O regime é um perigo para a região.

COMPARTILHE:    Facebook Twitter

segunda-feira, 21 de maio de 2018

EUA exigem uma dúzia de concessões para garantir um novo tratado nuclear com o Irã

Os EUA buscarão um novo tratado internacional com o Irã para restabelecer os laços diplomáticos e retirar todas as sanções, mas Teerã terá que desistir de seus "comportamentos malignos", disse o secretário de Estado Mike Pompeo.

Os EUA exigiriam uma dúzia de concessões para garantir tal tratado, incluindo a retirada do Irã da Síria e do Iêmen, admitindo o verdadeiro alcance de seu antigo programa nuclear, libertando reféns americanos, aliados e interrompendo o desenvolvimento de mísseis com capacidade nuclear.

"Um tratado é o nosso caminho preferido", disse Pompeo.

Pompeo descreveu as exigências dos EUA como "requisitos muito básicos" que não eram "irracionais". Mas os analistas disseram que "exigências" são tão abrangentes que seria difícil, se não impossível, para o regime de Teerã concordar com elas.
COMPARTILHE:    Facebook Twitter

sexta-feira, 11 de maio de 2018

quinta-feira, 10 de maio de 2018

EUA elevam pressão sobre o Irã

Os EUA deram um passo no sentido de tirar o Irã da economia global, impondo sanções a uma rede de financiamento iraniana.

Os EUA deram um passo no sentido de tirar o Irã da economia global, impondo sanções a uma rede de financiamento e acusando o Banco Central do país de ajudar a canalizar dólares à Força Quds, o grupo de elite da Guarda Revolucionária iraniana.

Atuando em conjunto com os Emirados Árabes Unidos, o Departamento do Tesouro dos EUA impôs sanções a várias empresas iranianas, indivíduos e funcionários que afirmam estar operando uma rede de câmbio ilegal nos Emirados Árabes Unidos.

MANCHETE SOBRE O ASSUNTO: Irã precisa de dólares
COMPARTILHE:    Facebook Twitter

quarta-feira, 9 de maio de 2018

terça-feira, 8 de maio de 2018

Trump pula fora do acordo nuclear com o Irã

Donald Trump

O presidente Donald Trump anunciou que os Estados Unidos estão fora do acordo nuclear com o Irã.

"O acordo com o Irã é defeituoso", disse Trump ao fazer o anúncio. Ele disse que não era possível evitar uma bomba nuclear iraniana sob a "estrutura decadente e podre do atual acordo".

A decisão significa que os EUA começarão a restabelecer as sanções contra o regime iraniano, disse Trump. "Nós estaremos instituindo o mais alto nível de sanções econômicas", acrescentou.

MANCHETE SOBRE O ASSUNTO: Trump anuncia retirada dos EUA de acordo nuclear com o Irã
COMPARTILHE:    Facebook Twitter

Espera-se que Trump desfaça o acordo nuclear com o Irã hoje

Donald Trump

Espera-se que o presidente Donald Trump desfaça o acordo nuclear com o Irã hoje, apesar das últimas tentativas de Boris Johnson de convencê-lo de seus méritos.

Caso Trump reimponha limites contra o Irã, o mercado global pode perder cerca de um milhão de barris de petróleo por dia.
COMPARTILHE:    Facebook Twitter

segunda-feira, 7 de maio de 2018

Irã irá cumprir o acordo nuclear, mesmo que os EUA se retirem, diz presidente iraniano

O presidente do Irã disse que o país está disposto a manter-se comprometido com o acordo nuclear, mesmo com a partida dos Estados Unidos.

O presidente do Irã disse que o país está disposto a manter-se comprometido com o acordo nuclear, mesmo com a partida dos EUA.

O Irã tem ameaçado intensificar suas atividades nucleares no caso de os EUA saírem, mas isso mostra que o Irã pode estar preparando uma melhor resposta à medida de Trump.

MANCHETE SOBRE O ASSUNTO: Trump ameaça deixar acordo
COMPARTILHE:    Facebook Twitter

Petróleo atingiu forte alta, antes de decisão dos Estados Unidos sobre Irã

O petróleo atingiu 70 dólares pela primeira vez desde 2014, com investidores aguardando decisão dos Estados Unidos sobre o Irã.

O petróleo atingiu 70 dólares pela primeira vez desde 2014, com investidores aguardando decisão dos Estados Unidos sobre o Irã.

O Irã vem desempenhando um papel importante na produção global de petróleo, se os EUA de Donald Trump abandonarem o acordo nuclear, isso perturbaria a equação global de oferta e demanda.
COMPARTILHE:    Facebook Twitter

quarta-feira, 2 de maio de 2018

Irã é condenado a pagar 6 bilhões em indenizações para famílias das vítimas do 11/9

Rial iraniano

De acordo com um juiz federal dos EUA, a República Islâmica do Irã, o Corpo de Guardiões da Revolução Islâmica e o Banco Central do Irã foram considerados culpados pela morte de 1.008 pessoas, por isso as autoridades do Irã devem pagar indenização aos membros das famílias das vítimas do ataque de 11 de setembro, informou a edição The Hill.

A ABC News disse que a decisão é simbólica, já que é improvável que o Irã admita culpa ou discuta compensações.

O Irã deveria pagar 12 bilhões.
COMPARTILHE:    Facebook Twitter