segunda-feira, 11 de março de 2019

domingo, 10 de março de 2019

terça-feira, 5 de março de 2019

Com a saída dos EUA da Síria, o Irã pode ganhar terreno

Em entrevista exclusiva à Al Arabiya English, o príncipe Turki al-Faisal disse que a decisão dos EUA de retirar as tropas da Síria poderia aumentar a presença iraniana na região.

Quando perguntado sobre a iminente retirada de tropas, o príncipe Turki respondeu que poderia "criar um vácuo que seria preenchido por tropas iranianas e milícias iranianas".

Ele aconselhou os EUA a reconsiderarem a decisão.

domingo, 17 de fevereiro de 2019

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2019

terça-feira, 12 de fevereiro de 2019

quarta-feira, 30 de janeiro de 2019

terça-feira, 15 de janeiro de 2019

Arábia Saudita foca no campo de energia renovável

Pensando em um futuro mais limpo, o reino saudita pretende desenvolver cerca de 60 gigawatts (GW) de capacidade de energia renovável nos próximos 10 anos, incluindo 40 GW de energia solar fotovoltaica, três GW de energia solar concentrada e 16 GW de energia eólica, disse o ministro da Energia da Arábia Saudita, Khalid al-Falih.

Fonte: Reuters

quinta-feira, 3 de janeiro de 2019

Julgamento dos acusados do caso Khashoggi começa

11 indivíduos de nacionalidade saudita, que estão sendo acusados de participação no caso Jamal Khashoggi, compareceram ao tribunal na presença de seus advogados, de acordo com um comunicado do MP publicado pela agência oficial SPA.

terça-feira, 1 de janeiro de 2019

Saudi Aramco adquire completamente a Arlanxeo

A Saudi Aramco concluiu a aquisição de uma participação de 50 por cento na Arlanxeo, sua joint venture com a empresa de produtos químicos Lanxess, com sede na Holanda, para se tornar a proprietária da empresa, segundo comunicado da Saudi Aramco.

A Arlanxeo é um dos principais fabricantes mundiais de borracha sintética e elastômero.

Fonte: Saudi Aramco

sábado, 29 de dezembro de 2018

O maior equívoco sobre os britânicos e a Casa de Saud

Os britânicos apoiaram os árabes com dinheiro, armas, inteligência e planejamento militar. Ibn Saud tinha um conselheiro de confiança ao seu lado; St John Philby. Foi Philby, que também era um oficial de inteligência, quem “instou” Ibn a tornar-se rei.

Os Saud assumiram o controle de grandes partes da Arábia Saudita muito antes dos britânicos (desde os anos 1700). Os britânicos apoiaram os árabes contra os otomanos, mas isso não envolvia a Casa de Saud. Este é um equívoco comum, enraizado no ódio cego à família real e na injustificada preferência pelo imperialismo britânico.


quarta-feira, 26 de dezembro de 2018

domingo, 23 de dezembro de 2018

segunda-feira, 10 de dezembro de 2018

sábado, 1 de dezembro de 2018

Xi oferece apoio ao príncipe herdeiro da Arábia Saudita

O presidente da China, Xi Jinping, oferece apoio ao príncipe herdeiro saudita da Arábia Saudita, Mohammed bin Salman, que participa do G20.

Xi disse que a China apoiaria o desenvolvimento econômico do reino, acrescentando que a estabilidade é a base para a prosperidade e o progresso no Golfo, diz um comunicado divulgado pelo Ministério das Relações Exteriores da China.

Xi é um bom líder.

sexta-feira, 30 de novembro de 2018

Mohammed bin Salman está indo muito bem no G20

CrownPrinceInG20

O príncipe herdeiro da Arábia Saudita, Mohammed bin Salman, que participa da cúpula do G20 na Argentina, se reuniu com os líderes dos países participantes, incluindo o presidente francês Emmanuel Macron e o presidente russo Vladimir Putin, segundo um comunicado do Ministério das Relações Exteriores saudita.

terça-feira, 20 de novembro de 2018

Trump diz que os EUA estão com a Arábia Saudita

Em um longo comunicado, o presidente dos EUA, Donald Trump, disse nesta terça-feira que os Estados Unidos estão com a Arábia Saudita.

Trump disse que as agências de inteligência dos EUA ainda estão avaliando todas as informações sobre a morte do jornalista saudita Jamal Khashoggi.

O mundo é um lugar muito perigoso!

Fonte: White House

Avaliação da CIA sobre assassinato de Khashoggi é falsa

O ministro das Relações Exteriores da Arábia Saudita, Adel al-Jubeir, disse nesta terça-feira (20) que alegações, inclusive da CIA, de que o príncipe herdeiro Mohammed bin Salman deu a ordem para matar o jornalista Jamal Khashoggi eram falsas.

"São vazamentos que não foram oficialmente anunciados, e notei que eles são baseados em uma avaliação, não em evidências conclusivas", disse al-Jubeir.
Fonte: Arab News, Asharq Al-Awsat

sábado, 17 de novembro de 2018