sábado, 29 de abril de 2017

Medo do neofascismo mantém Emmanuel Macron à frente de Marine Le Pen

Com uma semana até a votação final, os eleitores franceses enfrentam uma escolha entre o desagradável e o inaceitável.

Candidata de extrema-direita à Presidência da França, Marine Le Pen, da Frente Nacional, cresceu 5 por cento e agora registra 40 por cento das intenções de voto no segundo turno. Le Pen, no entanto, segue 20 pontos porcentuais atrás do adversário Emmanuel Macron, candidato de centro que ganhou nos últimos dias o apoio do atual presidente, o socialista François Hollande.

COMPARTILHE:

domingo, 23 de abril de 2017

Macron e Le Pen seguem na disputa

Macron e Le Pen seguem qualificados para o segundo turno da eleição presidencial francesa, mas duas estimativas não dão a mesma porcentagem.

Quase 47 milhões de franceses foram às urnas neste primeiro turno.

Macron 23,7 por cento e Le Pen 21,7 por cento.

O conservador Francois Fillon e o esquerdista Jean-Luc Melenchon disseram estarem lutando pelo terceiro lugar.

COMPARTILHE:

sábado, 22 de abril de 2017

Le Pen quer a França livre da UE

França vai às urnas amanhã no primeiro turno das eleições presidenciais.

Marine Le Pen, líder do partido francês de oposição Frente Nacional, não vê a Rússia como uma ameaça, mas nem por isso ela merece vencer.

Nos últimos anos, Le Pen tentou suavizar tanto a sua imagem como a posição do seu partido sobre o futuro da França na União Europeia.

Ao mesmo tempo, a Frente Nacional era a favor do abandono do euro, simples assim. Mais recentemente, ela disse que organizaria um referendo sobre a adesão da França à moeda comum.

Agora, ela especificou que tentaria renegociar a adesão da França à UE por seis meses. 

Segundo Le Pen, a saída do euro não resultaria em "catástrofe" econômica. Ela enfatizou que ela quer que a França deixe a zona do euro nas melhores circunstâncias possíveis.

COMPARTILHE:

sexta-feira, 24 de março de 2017

Le Pen se reúne com Putin em Moscou

Le Pen diz que a Rússia não invadiu a Crimeia, porque Crimeia foi sempre uma parte da Rússia. ela quer remover todas as sanções contra a Rússia pela interferência na Ucrânia. Pen quer trazer a dupla nacionalidade aos cidadãos franceses e russos.

"Nós atribuímos muita importância às nossas relações com a França, tentando manter relações fluidas com o poder de atuação e os representantes da oposição", disse a mídia russa.

Marine Le Pen pediu várias vezes que fossem eliminadas as sanções contra o Kremlin, chamando-as de "completamente estúpidas" e a causa de "grandes problemas para a UE".

COMPARTILHE: