domingo, 19 de maio de 2019

terça-feira, 7 de maio de 2019

sábado, 6 de abril de 2019

Investidores da Lyft se arrependerão, segundo a Harvard Law

Pesquisadores de Harvard dizem que os investidores da Lyft provavelmente se arrependerão de dar aos fundadores tanto controle.

A estrutura de poder da Lyft, que dá aos fundadores Logan Green e Josh Zimmer uma enorme concentração de poder de voto, pode diminuir o valor da ação da Lyft no futuro, segundo pesquisadores da Harvard Law.


Após o IPO, a Lyft é uma empresa de duas classes negociadas, na qual os investidores públicos detêm ações com direito a um voto por ação. Os fundadores Green e Zimmer detêm ações com direito a voto elevado, isso significa que cada ação vale vinte votos.

Os pesquisadores da Harvard Law estão certos na maioria das vezes!

COMPARTILHE:

Lyft ameaça processar o Morgan Stanley

O jornal New York Post informou que o banco de investimentos Morgan Stanley, o principal subscritor do IPO da Uber, estava ajudando os investidores pré-IPO da Lyft, que teve uma recente queda nas ações, a se protegerem contra um possível declínio nas ações da empresa. A Lyft enviou uma carta ameaçando processar o banco.

Morgan Stanley negou veementemente as alegações.

COMPARTILHE:

quinta-feira, 4 de abril de 2019

quarta-feira, 3 de abril de 2019

segunda-feira, 1 de abril de 2019

Ações da Lyft mergulham

Lyft, a empresa que não tem um modelo de negócios viável e nunca lucrou, terminou seu segundo dia em queda de 11,85 por cento, diminuindo o valor da empresa. No mundo das altas finanças, isso geralmente é considerado uma coisa ruim.

O rápido declínio levanta questões sobre o apetite dos investidores por empresas de tecnologia de rápido crescimento, mas não lucrativas.

COMPARTILHE:

sexta-feira, 29 de março de 2019

quinta-feira, 28 de março de 2019

segunda-feira, 18 de março de 2019

quinta-feira, 6 de dezembro de 2018

quarta-feira, 8 de agosto de 2018

segunda-feira, 2 de julho de 2018

quarta-feira, 27 de junho de 2018

segunda-feira, 7 de agosto de 2017

sábado, 13 de agosto de 2016

Lyft teria rejeitado interesse de aquisição da GM

Lyft rejeitou o interesse de aquisição da General Motors Co e levantará uma nova rodada de financiamento em vez disso.

GM e representantes da Lyft não comentaram de imediato sobre o relatório. GM investiu 500 milhões na Lyft em janeiro e, desde então, disse que pretende expandir a sua aliança com a empresa de serviços de passeio.

Em uma entrevista de julho com a Reuters, o presidente da GM Dan Ammann se recusou a comentar se a GM vai investir mais na Lyft. John Zimmer, presidente da Lyft, disse na mesma entrevista que sua empresa tinha vários conselheiros, incluindo banco de investimento Qatalyst Partners, mas se recusou a comentar sobre os planos de financiamento.

COMPARTILHE: