segunda-feira, 10 de junho de 2019

terça-feira, 19 de junho de 2018

terça-feira, 3 de outubro de 2017

Michell Hilton

Kim Jong-nam teve a pior das mortes

Kim Jong-nam sofreu muito antes de morrer

Um relatório do governo da Malásia revelou que o agente nervoso VX, o veneno que matou o irmão do líder norte-coreano, Kim Jong-un, não estava presente apenas no local em que foi aplicado.

O médico que tratou de Kim Jong-nam testemunhou segunda-feira no julgamento das duas mulheres acusadas de terem envenenado o meio-irmão do líder norte-coreano, Kim Jong-un. Segundo Nik Mohd Azrul Ariff Raja Azlan, Nam “agarrava a sua cabeça com as suas mãos” e era incapaz de responder às perguntas, acrescentando que “fechava os olhos”, “tinha o rosto vermelho” e “suava abundantemente”.

O relatório revela ainda que o corpo de Kim apresentava danos em partes do cérebro, fígado, em ambos os pulmões e no baço, bem como níveis baixos de uma enzima vital para o funcionamento do sistema nervoso.

COMPARTILHE:


terça-feira, 5 de setembro de 2017

Michell Hilton

UberFlash e UberTaxi é lançado na Malásia

Uber Malásia introduziu dois novos serviços no país, UberFlash e UberTaxi, com o objetivo de tornar mais fácil para os malaios usarem o aplicativo.

Uber Malásia introduziu dois novos serviços no país, UberFlash e UberTaxi, com o objetivo de tornar mais fácil para os malaios usarem o aplicativo.

Todas as solicitações do UberFlash terão o mesmo preço do UberX, e os pilotos serão capazes de ver a tarifa antes de solicitar o serviço. Quanto ao UberTaxi, os preços serão com base nas taxas dos taxímetros.

O Brasil precisa do UberTaxi.

MANCHETE SOBRE O ASSUNTO: UberFlash and UberTaxi launch in Malaysia

COMPARTILHE:


sábado, 4 de março de 2017

Michell Hilton

Malásia expulsa embaixador da Coreia do Norte

Após críticas, Malásia expulsa embaixador da Coreia do Norte

O Ministério das Relações Exteriores da Malásia expulsou neste sábado (4) o embaixador da Coreia do Norte no país, Kang Chol, por conta do assassinato de Kim Jong-nam, meio-irmão do líder Kim Jong-un.

Por meio de um comunicado, o chanceler malaio, Anifah Aman, disse que o diplomata se tornou "persona non grata" e deve deixar o país até as 18h (horário local) da próxima segunda-feira (6). Nos últimos dias, o ministro das Relações Exteriores já havia criticado as acusações feitas por Pyongyang de que falta "seriedade" nas investigações conduzidas pela Malásia.


COMPARTILHE:


sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

Michell Hilton

Kim Jong-nam foi morto por arma química

Encontrada arma química em necropsia de Kim Jong-nam

Kim Jong-nam foi morto por arma química, dizem autoridades da Malásia. A presença do agente nervoso VX, descrito como arma de destruição em massa pela ONU, foi detectado em amostras coletadas no rosto e nos olhos de Jong-nam.

Esta substância pode ser introduzida no organismo, através de inalação, ingestão, ou absorção pela pele. No caso da contaminação, alguns sintomas aparecem no indivíduo contaminado, por exemplo, náusea, vômito, diarreia, espasmos musculares, sudorese (suor excessivo), dificuldades respiratórias, tremores, convulsões e morte.

Em caso de contaminação com VX, a região deve ser lavada com bastante água.

A maneira mais fácil de matar um cara, especialmente em um país como a Malásia, é usar uma arma e uma scooter. Você faz o serviço, e se mistura a um milhão de outras scooters nas estradas. É um método testado e comprovado, realizada muitas vezes por muitas agências de inteligência.


COMPARTILHE:


sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

Michell Hilton

A vida discreta de Kim Jong-nam não o protegeu do destino

Suspeita de matar Kim Jong-nam achou que estava em programa de TV

Uma das suspeitas de participar do assassinato de Kim Jong-nam, meio-irmão do ditador da Coreia do Norte, Kim Jong-un, pensou estar trabalhando em uma pegadinha de TV quando, supostamente, envenenou o homem. Siti Aisyah disse às autoridades que foi paga para participar do acreditava ser uma brincadeira, informou o chefe de polícia da Indonésia, Tito Karnavian.

Kim Jong-nam, de 46 anos, vivia há anos no exílio e morreu na última segunda-feira, na Malásia. Meios de comunicação locais informaram que um líquido foi lançado contra o seu rosto com ajuda de um spray, na praça de alimentação do aeroporto de Kuala Lampur.

De acordo com Fadzil Ahmat, chefe da polícia criminal da Malásia, Kim Jong-nam disse “que alguém havia agarrado sua cabeça por trás e jogado um líquido em seu rosto”. “Ele pediu ajuda e imediatamente foi enviado à clínica do aeroporto”, explicou o policial ao jornal The Star. “Na clínica ele sofreu um ataque cardíaco. Foi colocado em uma ambulância e quando estava a caminho do hospital, morreu”, relatou. 

COMPARTILHE:


segunda-feira, 6 de abril de 2015

Michell Hilton

Presos 17 por suposto plano terrorista em Kuala Lumpur

As detenções em Kuala Lampur ocorrem em meio a polêmica sobre as novas leis anti-terror que irá reintroduzir a detenção indefinida sem julgamento.

Presos 17 por suposto plano de ataque terrorista em Kuala Lumpur

O chefe da polícia da Malásia disse segunda-feira que 17 supostos militantes foram detidos por supostamente conspirar para cometer atos de terrorismo na maior cidade do país, Kuala Lumpur.

Inspector-Geral da Polícia Khalid Abu Bakar, disse o 17 foram detidos domingo. Khalid twittou que dois deles tinha acabado de voltar da Síria. Ele não deu detalhes, e um oficial da polícia disse que um comunicado será emitido mais tarde.

Desde o ano passado, o governo deteve dezenas de malaios que se acredita serem partidários do grupo militante Estado Islâmico.

As últimas detenções veio poucos dias depois de o Ministério do Interior propôs duas novas leis anti-terror que irá reintroduzir a detenção indefinida sem julgamento e permitir a apreensão de passaportes de qualquer pessoa suspeita de apoiar atos terroristas em uma tentativa de conter a suspeitos atividades militantes no país.

Os projetos de lei serão debatidos no Parlamento esta semana.

COMPARTILHE: