terça-feira, 10 de abril de 2018

Michell Hilton, Blog MichellHilton, tecnologia, notícias, mercado, mercado financeiro, economia, blog, noticias, noticias de tecnologia

Obama usou técnicas controversas de captura de dados

O Facebook deveria deixar claro que os democratas e republicanos beneficiaram-se de práticas questionáveis de captura de dados, disse o senador Thom Tillis.

O Facebook deveria deixar claro que os democratas e republicanos beneficiaram-se de práticas questionáveis de captura de dados, disse o senador Thom Tillis.

A campanha de reeleição do presidente Barack Obama, em 2012, criou um aplicativo de divulgação que se conectou à plataforma do Facebook para encontrar possíveis apoiadores entre os amigos de um usuário - sem a permissão desses amigos.

Isso é semelhante à controvérsia em torno do uso de dados de usuários pelo Cambridge Analytica. A empresa tem laços com a campanha presidencial de Donald Trump e anos antes havia obtido - o Facebook diz de forma inadequada - dados de um desenvolvedor terceirizado.

O senador Tillis não deu tempo para que Zuckerberg respondesse às suas perguntas sobre se a empresa deveria deixar mais claro que a campanha de Obama usou as mesmas ferramentas agora controversas.

COMPARTILHE:

segunda-feira, 18 de dezembro de 2017

Michell Hilton, Blog MichellHilton, tecnologia, notícias, mercado, mercado financeiro, economia, blog, noticias, noticias de tecnologia

Obama "fechou os olhos" para o tráfico de drogas do Hezbollah

Obama teria encerrado investigação contra Hezbollah para obter acordo nuclear com Irã

Administração Obama teria atropelado um esforço americano para desmantelar um sistema de tráfico de drogas do Hezbollah, uma vez que entrava em conflito com as aspirações de um acordo nuclear com o Irã, de acordo com um relatório do POLITICO.

Enquanto isso, o Hezbollah trabalhava com o Irã, Síria e o regime de Assad para treinar militantes xiitas que buscavam minar os EUA no Iraque.


COMPARTILHE:

segunda-feira, 6 de março de 2017

Michell Hilton, Blog MichellHilton, tecnologia, notícias, mercado, mercado financeiro, economia, blog, noticias, noticias de tecnologia

Barack Obama, o ex-presidente louco da América

Esqueça o que você leu sobre Obama na Wikipedia e outros sites patrocinados pelo estado. Sua história foi saneada e encoberta pelos globalistas

O ex-analista da CIA, Larry C. Johnson, afirma ter informações confiáveis ​​de que a administração Barack Obama trabalhou com a NSA, a CIA e o GCHQ da Grã-Bretanha para dispersar informações sobre Donald Trump, obtidas por meio de vigilância ilegal, isso tudo antes da eleição.

Esqueça o que você leu sobre Obama na Wikipedia e outros sites patrocinados pelo estado. Sua história foi saneada e encoberta pelos globalistas. 

COMPARTILHE:

domingo, 5 de março de 2017

Michell Hilton, Blog MichellHilton, tecnologia, notícias, mercado, mercado financeiro, economia, blog, noticias, noticias de tecnologia

Trump pede ao Congresso que investigue se Obama encomendou escutas

Trump pede ao Congresso que investigue supostas escutas em seus telefones

Trump acusou seu antecessor Barack Obama de grampear seus telefones antes das eleições. Presidente americano não apresentou provas para sustentar a acusação.

"O Presidente Trump está pedindo que, como parte de sua investigação sobre a atividade russa, os comitês de inteligência do Congresso exerçam sua autoridade de supervisão para determinar se os poderes de investigação do Poder Executivo foram abusados ​​em 2016." - Sean Spicer


COMPARTILHE:

segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

Michell Hilton, Blog MichellHilton, tecnologia, notícias, mercado, mercado financeiro, economia, blog, noticias, noticias de tecnologia

Obama está descontente com Trump

Após restrição de Trump a imigrantes e refugiados, Obama condena discriminação por religião

O ex-presidente Barack Obama condena a discriminação por fé e religião, segundo um comunicado de seu porta-voz, Kevin Lewis, divulgado nesta segunda-feira (30), três dias após a ordem do presidente Donald Trump de restringir a entrada de imigrantes e refugiados nos Estados Unidos.

"O ex-presidente discorda fundamentalmente da noção de discriminação contra indivíduos por causa de sua fé ou religião", disse um porta-voz de Obama.

COMPARTILHE:

quinta-feira, 5 de janeiro de 2017

Michell Hilton, Blog MichellHilton, tecnologia, notícias, mercado, mercado financeiro, economia, blog, noticias, noticias de tecnologia

EUA coloca filho de bin Laden na lista negra

Os Estados Unidos incluíram nesta quinta-feira (5) em sua lista de "terroristas internacionais" o nome de Hamza Bin Laden, filho do falecido líder da Al-Qaeda Osama Bin Laden, uma decisão que aciona automaticamente sanções legais e financeiras contra ele, dizendo que o jovem bin Laden representa um risco para a segurança nacional dos EUA

Os Estados Unidos incluíram nesta quinta-feira (5) em sua lista de "terroristas internacionais" o nome de Hamza Bin Laden, filho do falecido líder da Al-Qaeda Osama Bin Laden, uma decisão que aciona automaticamente sanções legais e financeiras contra ele, dizendo que o jovem bin Laden representa um risco para a segurança nacional dos EUA.


COMPARTILHE:

quarta-feira, 4 de janeiro de 2017

Michell Hilton, Blog MichellHilton, tecnologia, notícias, mercado, mercado financeiro, economia, blog, noticias, noticias de tecnologia

ObamaCare está com os dias contados

Trump reitera a sua intenção de eliminar o Obamacare
O presidente eleito dos EUA, Donald Trump, disse nesta terça-feira que a reforma da cobertura de saúde, popularmente conhecida como ObamaCare, instituída pelo atual presidente em fim de mandato, Barack Obama, deve ser revogada.
"As pessoas devem lembrar que ObamaCare simplesmente não funciona e não é acessível", escreveu Trump em sua conta no Twitter.

COMPARTILHE:

sexta-feira, 30 de dezembro de 2016

Michell Hilton, Blog MichellHilton, tecnologia, notícias, mercado, mercado financeiro, economia, blog, noticias, noticias de tecnologia

Putin ri de Obama

Vladimir Putin diz que não vai expulsar diplomatas dos EUA em retaliação a sanções

Os EUA expulsaram nesta quinta-feira (29) 35 diplomatas russos por suposta interferência nas eleições americanas de 2016.

Em um comunicado divulgado, o Kremlin disse que a Rússia não iria expulsar qualquer americano em retaliação aos Estados Unidos, em uma demonstração brutal de quão irrelevante é a decisão de Obama para as relações EUA-Rússia.

Vladimir, o misericordioso?


COMPARTILHE:

quinta-feira, 29 de dezembro de 2016

Michell Hilton, Blog MichellHilton, tecnologia, notícias, mercado, mercado financeiro, economia, blog, noticias, noticias de tecnologia

A fúria de Obama contra os russos é inexplicável

O presidente Barack Obama, na quinta-feira, ordenou a expulsão de 35 diplomatas russos como parte de uma série de medidas para punir o país por sua suposta interferência nas eleições presidenciais

O presidente Barack Obama, na quinta-feira, ordenou a expulsão de 35 diplomatas russos como parte de uma série de medidas para punir o país por sua suposta interferência nas eleições presidenciais.
"Essas ações se seguem a repetidos avisos públicos e privados que nós demos ao governo da Rússia e são uma resposta necessária e apropriada aos esforços para prejudicar os interesses dos EUA", disse Obama por meio de uma nota.
Ele não justificou nada.

A Rússia, por sua vez, negou repetidamente o envolvimento e exigiu que os Estados Unidos ofereçam evidências. Putin até acusou Hillary Clinton e outros democratas de serem perdedores doloridos que não sabem "como perder graciosamente".


COMPARTILHE:

sábado, 17 de dezembro de 2016

Michell Hilton, Blog MichellHilton, tecnologia, notícias, mercado, mercado financeiro, economia, blog, noticias, noticias de tecnologia

De novo! Obama insulta a Rússia


O presidente dos EUA, Barack Obama, chamou a Rússia de país fraco que não produz nada senão gás natural, petróleo e armas, o que contraria tudo que ele próprio já tinha dito antes.

Enquanto isso, a Rússia, além de ser o líder mundial nas exportações de hidrocarbonetos e armas, exporta muitos outros tipos de matérias-primas e é numero um nas exportações de trigo. Além disso, a Rússia lidera nas exportações de tecnologia espacial de ponta, inclusive fornece aos EUA motores para os foguetes norte-americanos.

COMPARTILHE:

sexta-feira, 16 de dezembro de 2016

Michell Hilton, Blog MichellHilton, tecnologia, notícias, mercado, mercado financeiro, economia, blog, noticias, noticias de tecnologia

Putin ataca Obama: "mostre alguma prova..."

Barack Obama, afirmou que, antes de deixar o governo, "tomará medidas" contra a Rússia devido aos ataques cibernéticos ocorridos durante as eleições presidenciais

Barack Obama, afirmou que, antes de deixar o governo, "tomará medidas" contra a Rússia devido aos ataques cibernéticos ocorridos durante as eleições presidenciais.

O porta-voz do presidente russo, Dmitry Peskov, disse na sexta-feira que os EUA devem parar de acusar a Rússia de interferir nas suas eleições ou provar alguma coisa. Peskov disse que era "indecente" acusar a Rússia de intervenção nas suas eleições.

Peskov também advertiu que a ameaça de Obama em "retaliar" a invasão russa é "contra a lei americana e internacional", insinuando a subida de Obama ao pódio hoje para lançar oficialmente sua ciberguerra contra a Rússia.

COMPARTILHE:

Michell Hilton, Blog MichellHilton, tecnologia, notícias, mercado, mercado financeiro, economia, blog, noticias, noticias de tecnologia

Obama promete ação contra a Rússia

Ele tem menos de 30 dias para derrotar a Rússia

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, advertiu nesta quinta-feira (15) que seu governo "tomará medidas" contra a Rússia por causa dos ataques cibernéticos ocorridos durante as eleições para a presidência com o objetivo de interferir em seus resultados.

102 dias atrás ... "Apesar da evidência de pirataria por parte da Rússia no sistema eleitoral dos EUA, o presidente Obama disse que ele não quer uma ciberguerra" com a Rússia.

Ele tem menos de 35 dias para derrotar a Rússia!


COMPARTILHE:

terça-feira, 13 de dezembro de 2016

segunda-feira, 12 de dezembro de 2016

Michell Hilton, Blog MichellHilton, tecnologia, notícias, mercado, mercado financeiro, economia, blog, noticias, noticias de tecnologia

A CIA é dirigida por capangas de Obama

Na sexta-feira, a CIA concluiu que a Rússia interveio na eleição de novembro para ajudar Trump

Na sexta-feira, a CIA concluiu que a Rússia interveio na eleição de novembro para ajudar Trump.

Barack Obama, um democrata, ordenou uma revisão completa do alegado envolvimento dos russos na eleição de 2016.

Ao programa Fox News Sunday o bilionário do Partido Republicano foi claro:
“Penso que é ridículo. É apenas um pretexto. Eu não acredito nisso. Penso que isto vem dos Democratas porque sofreram uma das maiores derrotas na história da política deste país. Falaram da Rússia como podia ter sido da China ou de outra pessoa. Talvez alguém sentado numa cama”, afirmou Trump 
MANCHETE SOBRE O ASSUNTO: Donald Trump contra CIA e FBI

COMPARTILHE:

sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

Michell Hilton, Blog MichellHilton, tecnologia, notícias, mercado, mercado financeiro, economia, blog, noticias, noticias de tecnologia

Obama pede que inteligência investigue a eleição de 2016

A revisão está prevista para começar imediatamente com o objetivo de ser apresentado ao Congresso antes de Obama deixar o cargo em 20 de janeiro de 2017

Ainda incapaz de aceitar o fato de que sua previsão falhou, Barack Obama pediu a "comunidade de inteligência" para realizar uma "revisão completa" da alegada interferência russa na eleição de 2016.

A revisão está prevista para começar imediatamente com o objetivo de ser apresentado ao Congresso antes de Obama deixar o cargo em 20 de janeiro de 2017, diz The Hill.

Enquanto Hillary disse de forma consistente durante o ciclo de campanha que "17 agências de inteligência dos EUA" confirmaram o envolvimento da Rússia na invasão dos e-mails de John Podesta, essas "17 agências de inteligência" negaram, o Diretor de inteligência nacional dos Estados Unidos, James Clapper, anunciou que não havia nenhuma evidência do envolvimento russo.


COMPARTILHE:

sexta-feira, 25 de novembro de 2016

Michell Hilton, Blog MichellHilton, tecnologia, notícias, mercado, mercado financeiro, economia, blog, noticias, noticias de tecnologia

Obama ser incapaz de perdoar Edward Snowden

O presidente dos EUA, Barack Obama, disse que ele não pode perdoar Edward Snowden atualmente no exílio na Rússia

O presidente dos EUA, Barack Obama, disse que ele não pode perdoar Edward Snowden atualmente no exílio na Rússia.

A declaração foi feita em resposta à crescente pressão dos defensores de Snowden, incluindo grupos proeminentes de privacidade, defensores das liberdades civis e escritores bem conhecidos.

Enquanto o presidente Obama fez admitir que as ações de Snowden tinham "levantado algumas preocupações legítimas. Como as coisas que ele fez não seguiu os procedimentos e práticas de nossa comunidade de inteligência. Eu não posso perdoar alguém que não tenha se apresentado a um tribunal, de modo que não é algo que eu gostaria de comentar neste momento."

O próprio Edward Snowden já fez um pedido de perdão em setembro, quando ele foi entrevistado pelo jornal The Guardian. Ele também apontou que os EUA alterou suas políticas de recolha de informações por causa das informações que ele vazou:

"Se não fosse por estas divulgações, se não fosse por essas revelações, estaríamos em situação pior."

COMPARTILHE:

domingo, 20 de novembro de 2016

Michell Hilton, Blog MichellHilton, tecnologia, notícias, mercado, mercado financeiro, economia, blog, noticias, noticias de tecnologia

Putin e Obama se encontram no Peru

A reunião de domingo à margem da cúpula da Cooperação Econômica Ásia-Pacífico (APEC), em Lima, Peru, foi o primeiro encontro entre os dois líderes mundiais desde que Donald Trump ganhou a presidência dos Estados Unidos e que se acredita ser o último a ser realizada em pessoa

A reunião de domingo à margem da cúpula da Cooperação Econômica Ásia-Pacífico (APEC), em Lima, Peru, foi o primeiro encontro entre os dois líderes mundiais desde que Donald Trump ganhou a presidência dos Estados Unidos e que se acredita ser o último a ser realizada em pessoa.

O encontro que durou quatro minutos foi realizada durante a última viagem ao exterior de Obama como o presidente.

Obama pediu a Putin para manter os compromissos de seu país sobre o Acordo de Minsk, que visa acabar com o conflito na Ucrânia. Segundo Washington, Obama frisou a necessidade de que o secretário de Estado dos EUA, John Kerry, e o ministro do Exterior russo, Sergei Lavrov, continuem trabalhando, junto com a comunidade internacional, "para reduzir a violência e aliviar o sofrimento do povo sírio".

COMPARTILHE:

Michell Hilton, Blog MichellHilton, tecnologia, notícias, mercado, mercado financeiro, economia, blog, noticias, noticias de tecnologia

Barack Obama não perdoará Edward Snowden

Há muito pouca chance de o presidente Barack Obama perdoar Edward Snowden antes de Obama entregar a presidência

Há muito pouca chance de o presidente Barack Obama perdoar Edward Snowden antes de Obama entregar a presidência - deixando o seu destino a uma administração Trump implacável e um diretor da CIA que tinha defendido sua execução.

Snowden vive na Rússia desde que vazou documentos revelando um programa de vigilância secreta dirigido pela Agência de Segurança Nacional, em cooperação com as principais empresas de telecomunicações. O Departamento de Justiça acusou Snowden de violar a Lei de Espionagem de 1917.

Numerosos partidários pediram que Obama perdoasse Snowden.


COMPARTILHE:

quinta-feira, 10 de novembro de 2016

Michell Hilton, Blog MichellHilton, tecnologia, notícias, mercado, mercado financeiro, economia, blog, noticias, noticias de tecnologia

Obama dá conselhos a Trump

O presidente Barack Obama aconselhou o presidente eleito Donald Trump na quinta-feira para não responder a perguntas quando os repórteres começarem a gritar

O presidente Barack Obama aconselhou o presidente eleito Donald Trump na quinta-feira para não responder a perguntas quando os repórteres começarem a gritar.

"Esta é uma boa regra: Não responder a quaisquer perguntas quando começarem a gritar com você", disse Obama a Donald Trump.

Nem Trump nem Obama tem uma história particularmente boa com a imprensa. Trump não realiza uma conferência de imprensa há meses, e Obama irritou muitos na imprensa por sua repressão aos membros da sua tripulação sobre vazamentos para a mídia.

Trump disse que foi a primeira vez que ele conheceu Obama.

COMPARTILHE:

Michell Hilton, Blog MichellHilton, tecnologia, notícias, mercado, mercado financeiro, economia, blog, noticias, noticias de tecnologia

Trump se reúne com Obama na Casa Branca após a vitória

Barack Obama, recebeu seu sucessor, Donald Trump, na Casa Branca, nesta quinta-feira (10), para começar as discussões sobre transição de poder. A reunião acontece no Salão Oval.

Barack Obama, recebeu seu sucessor, Donald Trump, na Casa Branca, nesta quinta-feira (10), para começar as discussões sobre transição de poder. A reunião acontece no Salão Oval.

O magnata chegou às 11h do horário local (14h de Brasília) à sua futura residência oficial, situada na Pennsylvania Avenue, na capital do país.

A primeira-dama, Michelle Obama, também irá conversar em particular com a esposa de Trump, Melania, na residência da Casa Branca, de acordo com a Reuters.

Na terça-feira (8), Obama havia afirmado que instruiu sua equipe a garantir uma transição de sucesso para o próximo presidente. Obama afirmou que "não é segredo" que ele e Trump têm diferenças significativas, mas disse que o felicitou e o convidou para essa reunião na Casa Branca.

Barack Obama, recebeu seu sucessor, Donald Trump, na Casa Branca, nesta quinta-feira (10), para começar as discussões sobre transição de poder

Obama e Trump praticamente não tiveram nenhum contato prévio. Ao longo da campanha, Trump liderou o movimento que questionou a cidadania norte-americana de Obama e prometeu reverter as políticas que se tornaram a marca registrada do democrata depois que assumir o cargo em 20 de janeiro.

Obama participou ativamente da campanha da democrata Hillary Clinton, fazendo discursos e mesmo criticando o republicano. Ele chegou a classificar o bilionário como temperamentalmente inepto para a presidência e perigosamente despreparado para ter acesso aos códigos nucleares norte-americanos.

Eles tentarão deixar essa história para trás, ao menos diante das câmeras, durante o encontro no Salão Oval.


COMPARTILHE: