16 de junho de 2020

11 de dezembro de 2019

2 de dezembro de 2019

13 de novembro de 2019

6 de novembro de 2019

31 de outubro de 2019

29 de outubro de 2019

Michell Hilton

A TIM considerará a compra de ativos da sua rival Oi, a operadora que está no fundo do poço e ainda em recuperação judicial, se forem colocados à venda, disse o presidente-executivo da TIM, Pietro Labriola.

A TIM considerará a compra de ativos da Oi se eles forem colocados à venda.

Uma ação da Oi vale menos do que um pacote de macarrão instantâneo.

Ação da Oi - 1,34 ou Nissin - 1,49 ???

Compartilhe:

23 de outubro de 2019

A Oi confirmou a contratação de Camille Loyo Faria para a posição de diretora-executiva da operadora em dificuldades. A executiva trabalhava anteriormente no banco de investimento Bank of America Merrill Lynch (BofA) e, segundo fontes ouvidas pela empresa, deve no futuro assumir o cargo de diretora financeira da empresa em recuperação judicial.

LEIA TAMBÉM: Claro está de olho nos ativos da Oi

Compartilhe:

21 de outubro de 2019

A Claro está aberta a discussões e tem interesse em fazer negócio com a Oi, visando seus ativos de telefonia móvel, infraestrutura de rede e assinantes, de acordo com o Valor Econômico.

Enquanto isso, o BTG Pactual anunciou recentemente que a Oi poderia captar até 7 bilhões de reais com a venda de seus ativos.

Atualmente, as ações da Oi estão no fundo do poço.

Compartilhe:

16 de outubro de 2019

Michell Hilton

America Móvil pode engolir os restos mortais da Oi

A América Móvil, maior empresa de telecomunicações do México, disse nesta quarta-feira (16) que está aberta a discutir um acordo com a Oi, em meio a especulações de que a operadora brasileira de telefonia em recuperação judicial esteja em negociações para vender seus ativos.

As ações da América Móvil subiram 4,5 por cento nesta quarta-feira.

Compartilhe:

16 de agosto de 2019

Michell Hilton

A Oi se tornou um problema para a Anatel.

Caso a Oi, que está no fundo do poço desde que o PT deixou o poder, não melhore o desempenho no curto prazo, a Anatel estuda tirar a concessão que permite à empresa oferecer telefonia fixa em quase todo o Brasil, exceto SP, de acordo com um relatório do Estadão.

Não se desespere, você ainda pode buscar a salvação na Claro ou na Vivo.

Compartilhe:

28 de maio de 2018

17 de dezembro de 2016

Michell Hilton

A proposta deverá ser aprovada pelo credores e pela Justiça

Um grupo de credores da Oi apoiados pelo bilionário egípcio Naguib Sawiris revelou nesta sexta-feira (16) uma proposta alternativa para a recuperação judicial do grupo de telecomunicações Oi.

De acordo com o grupo de credores, o plano foi apresentado nesta sexta-feira à Oi e será encaminhado à Justiça "em breve". A proposta deverá ser aprovada pelo credores e pela Justiça.

O plano prevê que os credores vão assumir controle da Oi em uma operação de troca de dívida por ações na qual 24,82 bilhões de reais em dívida será trocada por 95 por cento do patrimônio líquido da Oi.


Compartilhe:

8 de dezembro de 2016

Michell Hilton

As ações da OIBR3 conseguiram recentemente superar importante resistência na faixa de 2,95 com força e convicção, dando um forte sinal de predominância da força compradora e apontando para uma grande possibilidade de continuação da tendência de alta de médio prazo

As ações da OIBR3 conseguiram recentemente superar importante resistência na faixa de 2,95 com força e convicção, dando um forte sinal de predominância da força compradora e apontando para uma grande possibilidade de continuação da tendência de alta de médio prazo.

Caso os preços venham a cair aliviando o estado esticado para as cotações da empresa, é muito provável que a ação volte a subir depois de chegar na região de 2,95, já que neste patamar existem muitos investidores dispostos a comprar a ação, o que deverá inflar a demanda pela ação frente a oferta, fazendo com que os preços se valorizem dando continuidade à tendência de alta de médio prazo.

PONTOS NEGATIVOS

A recuperação judicial da empresa é considerada complexa e de alta risco. Sem uma forte concessão dos credores da companhia que tem 65 bilhões de reais em dívida, a possibilidade de inviabilidade do business é alta.

Setor marcado por concorrência elevada com players internacionais disputando espaço com a Oi diretamente e indiretamente através da oferta de pacotes substitutos aos oferecidos pela empresa.

O princípio da neutralidade da rede que foi inserido no Marco Civil da internet compromete a rentabilidade da companhia e seu potencial de discriminação de preços.

O atual momento para a empresa é extremamente delicado, diante de uma recuperação judicial e com uma dívida considerada impagável, a empresa tenta sobreviver em um segmento altamente regulado e competitivo e com margens cada vez menores, enquanto seus concorrentes se reinventam a empresa segue tentando arrumar a casa.

Do ponto de vista operacional, a companhia continua enfrentando situação desafiadora. Conforme dados do segundo trimestre de 2016, a Oi S.A. mantém dificuldade de rentabilizar sua operação e mais ainda de entregar um nível de retorno que compense o custo de oportunidade de atuar em um setor altamente regulado. 

A longo prazo a tendência da OIBR4 e OIBR3 segue sendo de baixa já que, mesmo diante do grande desconto nas ações da Oi, vemos predominância dos fatores negativos.

Compartilhe:

21 de junho de 2016

Michell Hilton

Oi, Michell Hilton, falência

A Oi foi multada várias vezes por não cumprir as metas de qualidade e atendimento. Em vez de pagar estas multas e melhorar a infraestrutura, coisa que deveria estar fazendo desde que começou a operar.

Agora vão ter querem investir mais de 3 bilhões em infraestrutura por causa de suas péssimas escolhas, multas e uma incompetência sem limites, estão colhendo o que merecem.

"Oi" até onde eu pesquisei, não tinha nenhum plano atrativo, nem promoção, sinal péssimo e um atendimento horrível, a falência já era certa. Mas agora ficamos com a "Vivo", que tem um sinal bom, porém é a mais cara em todos os aspectos, a "Claro", o sinal não é excelente, mas é melhor que a Oi, os planos são baratos, mas não tanto quando os da "TIM", onde os planos não funcionam conforme combinado e sempre deixam os clientes na mão.

Mais uma "empresa nacional" aliada ao governo do PT que depois de anos recebendo empréstimos subsidiados do BNDES misteriosamente está em má situação financeira.

Em seu auge, em maio de 2009, a companhia chegou a valer R$ 20 bilhões, hoje ela não vale 500 milhões! Suas ações custam 0,99 centavos.

Não gosto de empresas e empresários que vão a falência, eles tendem a colocar sempre a culpa em alguma coisa ou alguém, mas na verdade eles estão justificando seus próprios erros.

Compartilhe:

17 de fevereiro de 2016

Michell Hilton

Oi instalou antena de telefonia celular exclusiva em sítio de Atibaia

O sítio frequentado pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em Atibaia (SP) conta com o serviço quase exclusivo de uma antena de telefonia celular da operadora Oi. A torre foi instalada a menos de 150 metros da propriedade. As informações são do jornal Valor Econômico.

Conforme dados do Sistema de Serviços de Telecomunicações da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), a antena foi cadastrada no órgão regulador em 13 de setembro de 2011. No período, a Andrade Gutierrez (AG) ainda compunha o bloco controlador da Oi.

Segundo o jornal Folha de S.Paulo, o funcionário da Oi e ex-sindicalista José Zunga Alves de Lima, que é amigo de Lula, foi o responsável por conseguir, por meio de gestões internas, a instalação da antena. Além disso, a publicação afirma que, na operadora, o pedido foi conduzido pelo então diretor João de Deus Pinheiro Macedo e teve aval de Otávio Marques de Azevedo, presidente da AG Telecom, uma das controladoras da Oi e parte do grupo Andrade Gutierrez, investigada na Lava-Jato.

Compartilhe: