quinta-feira, 18 de julho de 2019

Michell Hilton

Libra é o tipo de coisa que todo governo teme

Eu realmente confio no Facebook muito mais do que confio no Congresso dos Estados Unidos.

O medo dos EUA em relação a Libra não é sobre lavagem de dinheiro, mas sobre o poder do governo e a limitação da liberdade e escolha individual. O objetivo do governo é fazer com que as pessoas renunciem a liberdades essenciais em troca da promessa de segurança.

Se as pessoas estiverem preocupadas com sua privacidade ou tiverem problemas com a Libra, elas podem optar por não usar a Libra. 

Eu não sei vocês, mas eu realmente confio no Facebook muito mais do que confio no Congresso dos Estados Unidos.

COMPARTILHE:


quarta-feira, 17 de julho de 2019

Michell Hilton

A Neuralink realmente está falando sério

Neuralink, empresa criada por Elon Musk, planeja colocar sensores no cérebro humano para conectá-lo a computadores.

Como vocês já devem ter lido em um monte de sites por aí, a Neuralink, empresa criada por Elon Musk, planeja colocar sensores no cérebro humano para conectá-lo a computadores.

O sistema já foi até testado em um macaco, de acordo com Musk.

No entanto, será possível colocar algo no cérebro humano sem causar danos cerebrais? Bom, o planejamento cuidadoso e cirúrgico podem minimizar isso, mas “causar apenas danos cerebrais mínimos” ainda não é um ponto de marketing muito atraente para um projeto como esses.

Como eles iriam cuidar para que o implante não interrompesse o funcionamento de um sistema nervoso saudável?

Além do mais, a cirurgia cerebral é cara e arriscada. A infecção continuará a ser um grande risco, e pode se tornar um problema ainda maior com o aumento da resistência aos antibióticos.

Bem, ainda há muita pesquisa e aprovações pela frente.

COMPARTILHE:


domingo, 30 de junho de 2019

Michell Hilton

As redes neurais podem prever o mercado de ações?

Redes neurais e o mercado de ações.

Não. Nada pode realmente prever o mercado de ações, porque o futuro do mercado de ações não é predeterminado. Todo o conceito de “prever o futuro” se baseia em um futuro garantido a ser previsto.

Na melhor das hipóteses, as redes neurais, em alguns casos, darão àqueles que negociam uma vantagem pequena.

Você poderia tentar usar várias variáveis ​​de entrada além do preço. Talvez cointegrando ações, posts de mídia social, notícias, fundamentos, dados meteorológicos, imagens de satélite de fábricas. Você pode ter sorte e encontrar alguma informação útil! Se você tiver sorte, é provável que você seja uma grande firma de investimentos com milhões de dólares para comprar grandes conjuntos de dados privados aos quais poucas pessoas têm acesso. Conclusão, é tudo sobre ter bons dados!

COMPARTILHE:


segunda-feira, 24 de junho de 2019

quinta-feira, 20 de junho de 2019

Michell Hilton

Irã quer guerra

O Irã afirma que não busca a guerra, mas será que isso é verdade?

O Irã afirma que não busca a guerra, mas será que isso é verdade?

É natural que ninguém queira começar uma guerra, uma vez que elas acontecem quando todas as soluções diplomáticas falham. Deixando de lado todas as declarações diplomáticas com seu curso natural e observando quais países estão tentando evitá-la, surge uma pergunta: Irã está realmente entre os que querem impedir que a guerra aconteça?

Em uma rápida pesquisa, pode-se ver que o regime de Teerã não foi honesto sobre suas intenções de evitar a guerra na região.

Vamos esquecer um pouco as intervenções regionais de Teerã, e observar o comportamento agressivo do regime nas últimas semanas.

A milícia Houthi, apoiada pelo Irã, atacou civis e oleodutos na Arábia Saudita. A mesma milícia bombardeou o aeroporto de Abha.

Além disso, as evidências mostraram que o Irã atacou recentemente dois petroleiros no Golfo de Omã, incluindo um drone dos EUA hoje.

Esses ataques agressivos provam que Teerã está perseguindo a guerra.

COMPARTILHE:


segunda-feira, 17 de junho de 2019

Michell Hilton

A Huawei pode sobreviver sem a ARM?

Sem a ARM e os semicondutores dos EUA, os telefones inteligentes da Huawei não poderão competir com a Samsung, Apple e os outros grandes jogadores, inclusive internos.

A Huawei perderá continuamente participação de mercado para todos os seus concorrentes. Sem a ARM e os semicondutores dos EUA, os telefones inteligentes da Huawei não poderão competir com a Samsung, Apple e os outros grandes jogadores, e ninguém vai comprar smartphones fora da China. Sem acesso a mercados internacionais em crescimento, a Huawei ficará para trás em crescimento, receita, lucro e tecnologia.

A China carece de tecnologia de ponta para competir.

COMPARTILHE:


quinta-feira, 16 de maio de 2019

Michell Hilton

Por que Tyrion entregou Varys?

Por que Tyrion entregou seu bom amigo Varys?

Até o dia da morte de eunuco, Game of Thrones mostrava que Varys e Tyrion eram bons amigos. Tyrion até revelou a verdade sobre Jon Snow para ele, em vez de falar com Daenerys sobre isso.

Mas no episódio 5 da temporada 8, Tyrion simplesmente caminha até Daenerys e calmamente a avisa que Vary foi quem a traiu (presumivelmente espalhando a verdade sobre Jon através de suas cartas).

Por que Tyrion trairia seu bom amigo assim, sabendo que ele seria executado por isso? Certamente Daenerys nunca seria capaz de deduzir quem foi que espalhou os rumores: poderia ter sido alguém com quem Sansa e Arya poderiam ter conversado, ou até mesmo Sansa e Arya, então não haveria como Daenerys saber que havia sido Varys. Por que então Tyrion entregou Varys assim?

Bom, Varys tentou fazer com que Jon Snow usurpasse o trono de Daenerys.

Uma vez que você reconheceu alguém como seu soberano, declarar que alguém tem uma reivindicação superior e deve ser soberano, já é uma traição. Dar o passo adicional de pedir que outro reclamante tome o trono é ainda pior.

Embora Tyrion e Varys estivessem conversando vagamente sobre o que deveriam fazer com as informações sobre Jon, eles estavam razoavelmente seguros, embora Daenerys pudesse ter ficado enfurecida se descobrisse. Quando Varys agiu nessa informação, tornou-se traição. Se Tyrion não entregasse Varys, e Daenerys descobrisse de forma independente, então Tyrion iria se tornar parte da conspiração.

Tyrion advertiu Varys a abandonar sua traição. Quando Varys persistiu, ele teve que enfrentar as consequências.

COMPARTILHE:


sexta-feira, 3 de maio de 2019

Michell Hilton

O autoritarismo digital chinês pode ser exportado para o mundo

O autoritarismo digital chinês é um dos principais fatores de risco em 2019.

Pequim tem instalado uma quantidade cada vez maior de câmeras com tecnologia de reconhecimento facial em suas cidades. Esse modelo de vigilância é muito atraente para muitos governos ao redor do mundo, principalmente para aqueles mais autoritários.

Em 2019, estamos vendo essa integração total da tecnologia em estratégias geopolíticas.

O maior objetivo da China é competir com os EUA na exportação de um modelo político e econômico em todo o mundo. Pela primeira vez desde 1991, uma forma de autoritarismo está desafiando um sistema liberal de livre mercado. Eu sou da opinião de que 2019 permanecerá na história como o ano em que esta competição começou.

Semelhantemente ao período da Guerra Fria, quando os Estados Unidos tentaram impedir a disseminação do socialismo internamente e internacionalmente, este ano estamos vendo uma campanha mais agressiva para suprimir as empresas de tecnologia chinesas, como a Huawei e ZTE, que são capazes de fornecer os meios necessários para construir um sistema político autoritário digital em todo o mundo.

O autoritarismo digital chinês é um dos principais fatores de risco em 2019.

COMPARTILHE:


quinta-feira, 4 de abril de 2019

Os mares públicos do Facebook estão afogando os usuários

Desde sua fundação (em 2004), o Facebook operou quase exclusivamente nos mares públicos e atraiu bilhões de usuários que nunca ligaram para seus dados ou suas vidas privadas. Mas como essas águas turbulentas começaram a retroceder violentamente, todos estão vendo as desvantagens reais de viver em mares abertos.


Agora pode ser tarde demais para aprender a nadar!

Claro, você está mais propenso a continuar tentando nadar, mas sem sucesso.

COMPARTILHE:


terça-feira, 2 de abril de 2019

South China Morning Post é anti ou pró-Pequim?

No espectro político chinês, faz sentido onde o South China Morning Post está baseado e quem é o proprietário. O SCMP tem sede em Hong Kong e Hong Kong é pró-negócios, já que é uma cidade portuária e um centro financeiro. O SCMP é propriedade do Alibaba, e o Alibaba definitivamente quer um ambiente melhor para o setor privado na China.

É por isso que, quando você entra no SCMP, 99 por cento dos artigos pedem que o PCC afrouxe seu controle sobre a economia. E as pessoas, que acreditam que a China está melhor com o setor privado dominando tudo, compartilham artigos do SCMP sem filtrar.

Eu notei que o SCMP tem o hábito de publicar histórias anti-Pequim e depois outra história com a resposta de Pequim. Ocorre-me que isso pode ser uma estratégia para fazer as pessoas lerem as respostas de Pequim.

Se você pegar alguns jornais que claramente são controlados por Pequim, como Wei Wen Po, o objetivo não é convencer as pessoas de nada, mas afirmar a visão oficial.

COMPARTILHE:


sábado, 30 de março de 2019

sábado, 16 de março de 2019

Analisando a partida de Chris Cox do Facebook

Então, por favor, vamos apenas estipular: Chris Cox está fora do Facebook. Os rumores de sua partida existem e não são bons.

Para recapitular, Cox ficou por 13 longos anos no Facebook. Engraçado, eu tive a impressão de que Mark Zuckerberg já estava preparado para sua partida.

Parece que Cox decidiu pular fora por causa de desentendimentos com Mark Zuckerberg e suas recentes mudanças introduzidas (centradas na privacidade).

Citando várias pessoas familiarizadas com o assunto, o The New York Times informou que Cox, que ajudou a criar o News Feed do Facebook, estava preocupado que o projeto de "mensagens unificadas" e várias outras mudanças não funcionassem. Cox discordou das mudanças de Zuckerberg e, finalmente, entregou sua renúncia no início desta semana.

O executivo do Facebook pareceu sugerir o desentendimento entre os dois em sua mensagem de despedida, que foi postada publicamente em sua página.

Claro, uma mudança como essa não é menos complicada do que pedir a conta!

COMPARTILHE:


sexta-feira, 8 de março de 2019

O que os capitalistas de risco fazem o dia todo?

Ser um investidor, particularmente em startups de tecnologia supervalorizadas e borbulhantes, talvez seja o trabalho mais fácil da vida.

As empresas de capital de risco caçam aquela rara startup "unicórnio" que fornecerá um retorno gigantesco, dando a eles um passe por todas as falhas absurdas nas quais eles também apostaram e alimentaram ao longo dos anos.

Que outro trabalho não apenas permite, mas espera que você esteja errado na maior parte do tempo? Acredite, eu fui insanamente razoável aqui!

COMPARTILHE:


quinta-feira, 7 de março de 2019

Distinguir fatos e opiniões

É importante lembrar que, mesmo quando pessoas bem-sucedidas dizem coisas, elas geralmente são apenas opiniões, não fatos. Howard Schultz, ex-CEO da Starbucks, disse certa vez ao CEO Jeff Bezos: “Você não tem presença física. Isso vai atrasá-lo.” A realidade era que não ter uma presença física na época era o que impulsionava a Amazon.

Todos os dias somos inundados com "conselhos": a melhor maneira de ficar em forma, a melhor maneira de comer, a melhor maneira de atingir um determinado objetivo e assim por diante. Quanto destes "conselhos" são considerados verdadeiros? Quantos propagaram isso sem pensar? Quantos seguem sem questionar?

Lembre-se de pensar, questionar e experimentar.

COMPARTILHE:


domingo, 24 de fevereiro de 2019

Formule sua própria opinião

Nada que as pessoas dizem umas às outras é imparcial. Tudo é propaganda para alguma coisa ou alguém - você apenas aceita a propaganda, como a morte e os impostos.

É por isso, que na grande maioria das vezes, você nunca deve acreditar no que o homem, um grupo, um país ou uma cultura diz. Ouça todos os lados, formule sua própria opinião, obstrua as falácias e você verá algo semelhante à verdade.

COMPARTILHE:


sábado, 23 de fevereiro de 2019

Declives de uma boa vida social

É um conhecimento amplamente aceito que a companhia de flores, peixes, pássaros e animais em geral são mais satisfatórios do que socializar com seres humanos irritantes, egocêntricos, narcisistas, inseguros, barulhentos (fora e dentro da internet) e egoístas.

Pensamento divergente primeiro!

COMPARTILHE:


quinta-feira, 21 de fevereiro de 2019

A divisão estrita entre fatos e opiniões do WSJ

O jornal Wall Street Journal tem uma divisão estrita entre fatos e opinião. As páginas de notícias estão cheias de opiniões e o editorial segue os fatos.

Tradicionalmente, o WSJ tinha a reputação de ter uma linha editorial de direita, mas sempre se esforçou para ser preciso, justo e sério. Desde que foi adquirido por Robert Murdoch, em 2007, um certo viés conservador começou a se infiltrar em sua cobertura.

COMPARTILHE:


sábado, 9 de fevereiro de 2019

Michell Hilton

Como seria a Rússia se Alexei Navalny fosse o presidente?

Alexei Navalny, Michell Hilton, Rússia

Como seria a Rússia sob a liderança de Navalny é impossível prever. O poder muda as pessoas dramaticamente. Vladimir Putin parecia uma pessoa completamente diferente antes de sua ascensão ao poder ou mesmo durante seus primeiros anos no cargo, e suas prioridades políticas pareciam bem diferentes também. O mesmo seria com Navalny.

A plataforma política de Navalny é muito atraente, embora populista e irrealista. Sua prioridade desde o início é o combate a corrupção, ele provavelmente teria sucesso nessa luta como presidente. Ele também conseguiria descentralizar a economia da Rússia e apoiar pequenas e médias empresas. Estes seriam desenvolvimentos positivos para a Rússia. Duvido que Navalny encorajasse a liberdade de imprensa e a oposição política.

Um grande ponto de interrogação é o relacionamento de Navalny com a Europa e os EUA. Por um lado, certamente a Rússia precisa restaurar as relações com o Ocidente, e Navalny promete realizar essa tarefa. A questão é a que custo.

Ironicamente, as tendências autoritárias de Navalny poderiam ser exatamente o que o tornaria um presidente popular a longo prazo, mas semelhante a Putin.

COMPARTILHE:


terça-feira, 5 de fevereiro de 2019

sexta-feira, 25 de janeiro de 2019