segunda-feira, 13 de junho de 2016

Tim Cook, lembra vítimas de Orlando antes do WWDC

Tim Cook, WWDC, Apple, Orlando, Michell Hilton

Antes de início da conferência de desenvolvedores da Apple, Tim Cook, homenageou as vítimas do atentado terrorista ocorrido em Orlando, na Flórida, neste domingo. Cook pediu para a plateia fazer silêncio e chamou o atentado, o maior ataque a tiros da história dos EUA, de “ato inconcebível e sem sentido de terror e ódio”.

“Antes de começar a apresentação, eu gostaria de dedicar um momento para falar sobre a tragédia que ocorreu ontem em Orlando. Nós oferecemos nossa mais profunda simpatia àqueles afetados por esse ato de terrorismo”, disse Cook.

“A comunidade da Apple é feita de pessoas de todos os lugares do mundo... isso nos faz mais forte.”
COMPARTILHE:    Facebook Twitter

domingo, 12 de junho de 2016

Atirador de Orlando foi identificado como Omar Mateen

Orlando, Omar Mateen, Muslim, Islamic, Attack

Atirador de Orlando foi identificado como Omar Mateen, cidadão norte-americano de Port St. Lucie.

Este incidente na boate gay será usado para promover a agenda gay ainda mais ... Como qualquer outro massacre, este será utilizado pelos políticos para promover suas agendas pessoais.

Você não entende como é fácil de obter armas de fogo ilegais nos Estados Unidos, qualquer um pode sair e comprar uma pistola semi-automática por 100 dólares ilegalmente. Com um pouco mais de dinheiro e um pouco de espera você poderia conseguir um rifle semi-automático, não é tão difícil.

Isso é direito, as ferramentas usadas no crime não são um problema, as pessoas que cometem os crimes são.
COMPARTILHE:    Facebook Twitter

Tiroteio em boate de Orlando deixa 50 gays mortos

Tiroteio, Orlando, gays, mortos, news, Flórida

Pelo menos 50 gays morreram e mais de 50 ficaram feridos após um homem armado abrir fogo em uma boate repleto deles na cidade de Orlando, Flórida, nos Estados Unidos. O ataque ocorreu na madrugada de sábado para domingo e a polícia de Orlando informou que o atirador está entre os mortos no tiroteio.

Um porta-voz do FBI disse que o caso está sendo investigado como possível ato de terrorismo. As autoridades tentam descobrir se foi um ato de terrorismo doméstico ou internacional, ou se foi mais um caso de "lobo solitário", quando um terrorista age por conta própria.

Orlando

O atirador não é da região, segundo a polícia, e os investigadores estão trabalhando para identificá-lo. Um porta-voz do FBI disse que a agência não poderia confirmar se o atirador era um cidadão norte-americano, gay ou simpatizante.

Segundo a polícia, um fuzil e uma pistola foram encontrados com o atirador. Ele também tinha algum tipo de dispositivo sobre ele, e os investigadores estão tentando determinar o que é, mas é claro que só pode ser uma bomba.

Orlando, gays, Michell, Hilton, MichellHilton.com, Blog de tecnologia, MichelPics, Michell em Curitiba

COMPARTILHE:    Facebook Twitter

quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

Gentili abre um clube de comédia em Orlando!

Danilo Gentili abre um clube de comédia nos Estados Unidos: "Ideia é que brasileiros que não entendem inglês tenham diversão além dos parques".

Gentili abre um clube de comédia em Orlando!

No dia do comediante, comemorado nesta quinta-feira (26), Danilo Gentili revela uma novidade acaba de se tornar empresário nos Estados Unidos. O humorista e apresentador do "The Noite", no SBT, vai abrir um clube de comédia em Orlando ainda este ano. "Penso nisso desde 2009, quando, pela primeira vez, juntei um dinheiro para viajar para o exterior. Como todo brasileiro pobre que tem dinheiro e vai para fora, o destino foi Orlando", brinca ele.

Piadas em português
"Não falo inglês, então, só tinha os parques para me divertir. À noite, só podia comer e voltar para o hotel; não dava para ir ao cinema, ao teatro e nem assistir à televisão porque não entendia nada. Estou grávido deste projeto desde 2009. De lá pra cá, viajei na concepção, agilizando a papelada, iniciando obra", conta.

Danilo não revelar o valor investido até o momento no negócio porque, segundo ele, "a variação do dólar muda o montante mensalmente, mas cogia-se que sejam cerca de US$ 200 mil. "Mas, ainda assim, abrir um negócio lá é melhor do que aqui", explica ele.

"Nos Estados Unidos é menos burocrático. Quando a ideia está de acordo com a lei deles, eles gostam, incentivam a livre iniciativa porque sabem que vai gerar emprego, prestação de serviço, movimentar a economia. 
COMPARTILHE:    Facebook Twitter