quinta-feira, 10 de maio de 2018


sábado, 21 de abril de 2018

EUA é tão monstro quanto o governo da Síria

Se o governo da Síria é um monstro por matar civis inocentes, incluindo mulheres e crianças, o governo dos EUA também é.

Estamos vivendo em uma época de aproveitadores de guerra.

Estamos vivendo em uma época de canalhas, mentirosos, brutos e bandidos. Muitos deles trabalham para o governo dos EUA.

COMPARTILHE:

terça-feira, 17 de abril de 2018

Trump quer construir uma força militar conjunta árabe

Donald Trump quer retirar as tropas dos EUA da Síria - e substituí-las por uma força militar conjunta dos países árabes vizinhos, segundo um relatório do Wall Street Journal.

Donald Trump quer retirar as tropas dos EUA da Síria - e substituí-las por uma força militar conjunta dos países árabes vizinhos, segundo um relatório do jornal Wall Street Journal.

O Wall Street Journal, citando autoridades anônimas, informou na segunda-feira que autoridades norte-americanas abordaram a Arábia Saudita, Catar, Egito e os Emirados Árabes Unidos sobre o envio de tropas e fundos para o estabelecimento da força regional.

COMPARTILHE:

domingo, 15 de abril de 2018

Rússia adverte EUA sobre ataque na Síria

O embaixador da Rússia nos Estados Unidos alertou que haveria "consequências" pelo ataque na Síria, e que um "cenário pré-projetado" estava em andamento.

O embaixador da Rússia nos Estados Unidos alertou que haveria "consequências" pelo ataque na Síria, e que um "cenário pré-projetado" estava em andamento.

Existem temores de que o conflito possa aumentar.

Em um comunicado divulgado no Twitter, o embaixador da Rússia nos EUA disse que o país está sendo "ameaçado" e emitiu um aviso ameaçador de que represálias poderiam ocorrer. O presidente russo, Vladimir Putin, classificou o ataque como um "ato de agressão", enquanto exigia uma sessão de emergência do Conselho de Segurança da ONU.

COMPARTILHE:

domingo, 8 de abril de 2018


terça-feira, 27 de fevereiro de 2018


domingo, 25 de fevereiro de 2018

Ataques aéreos continuam na Síria mesmo com o cessar-fogo

Ataques aéreos retomam na Síria horas depois que a ONU aprovou o cessar-fogo.

As forças governamentais sírias retomaram neste domingo (25) bombardeios e ataques de artilharia contra a região de Guta Oriental, reduto opositor na periferia de Damasco, mesmo depois de a Organização das Nações Unidas (ONU) ter aprovado um cessar-fogo de 30 dias.

MANCHETE SOBRE O ASSUNTO: Mais de 500 já morreram

COMPARTILHE:

sábado, 24 de fevereiro de 2018


sexta-feira, 23 de fevereiro de 2018


quarta-feira, 21 de fevereiro de 2018


segunda-feira, 19 de fevereiro de 2018


sexta-feira, 16 de fevereiro de 2018


domingo, 11 de fevereiro de 2018

Netanyahu diz que Israel não irá recuar

A súbita escalada de tensões entre Israel e o regime de Bashar al-Assad pode ser um presságio sobre o que está por vir.

A súbita escalada de tensões entre Israel e o regime de Bashar al-Assad pode ser um presságio sobre o que está por vir. 

Analistas disseram que não esperam uma maior escalada por enquanto, mas sugeriram que o pesado fogo antiaéreo mostrou que a Síria estava mais encorajada em parar os ataques de Israel.


COMPARTILHE:

sábado, 10 de fevereiro de 2018

Israel ataca a Síria

Israel lança 'ataque em grande escala' na Síria

As Forças Armadas de Israel lançaram um 'ataque em grande escala' na Síria neste sábado (10), afirmando que atingiu defesas aéreas e alvos iranianos, logo após a queda de um F-16 israelense que foi atingido pelo sistema de defesa antiaéreo da síria.


COMPARTILHE:

Regime sírio derruba caça israelense

Síria derruba caça israelense que participava de operação contra alvos iranianos

“Israel não busca uma escalada, mas fará com que os inimigos que fizerem isso paguem um alto preço”, disse um porta-voz militar israelense. O Exército sírio afirma que disparou mísseis terra-ar em resposta à “agressão contra uma base militar no centro do país às 4h30.


COMPARTILHE:

quinta-feira, 23 de novembro de 2017

Irã diz que está fora de questão desarmar o Hezbollah

A Guarda Revolucionária do Irã diz estar pronta para ajudar a reconstruir a Síria e promover um "cessar-fogo" duradouro, disse o comandante-chefe Mohammad Ali Jafari, acrescentando que desarmar o Hezbollah está fora de questão, relatou a TV estatal nesta quinta-feira.

"O Hezbollah precisa estar armado para lutar contra o inimigo da nação libanesa que é Israel. Naturalmente, eles precisam ter as melhores armas para proteger a segurança do Líbano. Essa questão não é negociável", disse Jafari, segundo a TV.

O regime do Irã sempre foi perigoso e letal para a região.

Fonte: Terra

COMPARTILHE:

sábado, 11 de novembro de 2017


quinta-feira, 26 de outubro de 2017

"O reinado da família Assad está chegando ao fim"

O secretário de Estado dos Estados Unidos, Rex Tillerson, diz que o "reinado da família Assad" na Síria está chegando ao fim.

O secretário de Estado dos Estados Unidos, Rex Tillerson, diz que o "reinado da família Assad" na Síria está chegando ao fim.

"Os Estados Unidos querem uma Síria total e unificada sem qualquer papel para Bashar al-Assad no governo", disse Tillerson aos jornalistas.


COMPARTILHE:

quarta-feira, 25 de outubro de 2017

Potencial confronto entre Rússia-EUA na Síria

À medida que os combatentes aliados dos EUA derrubam a margem oriental do rio Eufrates, um confronto poderia ocorrer entre os Estados Unidos e a Rússia.

À medida que os combatentes aliados dos EUA derrubam a margem oriental do rio Eufrates, um confronto poderia ocorrer entre os Estados Unidos e a Rússia, cujos aliados estão correndo para conquistar o mesmo território estratégico do Estado Islâmico.

Embora os dois lados provavelmente evitem um confronto direto, a captura de Raqqa pelas forças apoiadas pelos EUA, seguido de sua rápida invasão do maior campo petrolífero do ISIS, irritou Damasco, que precisa do petróleo para aumentar sua economia.

À medida que as coalizões internacionais rivais competem para derrotar os militantes e abrir campos de petróleo e gás, os militares russos emitiram uma série de declarações, acusando os EUA de atuar com o Estado Islâmico e outros grupos extremistas em uma tentativa de impedir os avanços do governo sírio.


COMPARTILHE:

terça-feira, 17 de outubro de 2017

"Israel não permitirá a presença militar do Irã na Síria"

Israel não permitirá que Síria vire posto avançado do Irã

O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, manteve conversações com o ministro russo da Defesa, em Jerusalém Oriental, al-Quds, dizendo que Tel Aviv não permitirá que o regime do Irã estabeleça uma presença militar na Síria.


COMPARTILHE: