quarta-feira, 2 de maio de 2018

Michell Hilton

Irã é condenado a pagar 6 bilhões em indenizações para famílias das vítimas do 11/9

Rial iraniano

De acordo com um juiz federal dos EUA, a República Islâmica do Irã, o Corpo de Guardiões da Revolução Islâmica e o Banco Central do Irã foram considerados culpados pela morte de 1.008 pessoas, por isso as autoridades do Irã devem pagar indenização aos membros das famílias das vítimas do ataque de 11 de setembro, informou a edição The Hill.

A ABC News disse que a decisão é simbólica, já que é improvável que o Irã admita culpa ou discuta compensações.

O Irã deveria pagar 12 bilhões.

COMPARTILHE:


segunda-feira, 11 de dezembro de 2017

Autor de “tentativa de ataque terrorista” em Nova York é identificado

A Polícia de Nova York identificou o autor da explosão em um terminal de metrô e ônibus nesta segunda-feira como Akayed Ullah, de 27 anos.

“O indivíduo, graças a Deus, não teve êxito em seus objetivos”, disse o prefeito de Nova York, Bill de Blasio.

Akayed Ullah é de Bangladesh e morava no Brooklyn. Ele chegou aos Estados Unidos em fevereiro de 2011 e tinha um visto.

COMPARTILHE:


terça-feira, 28 de novembro de 2017

Michell Hilton

"O Irã continua ameaçando a paz global"

Mohammed bin Amin Al-Jeffery

Criticando as políticas iranianas na região, Mohammed bin Amin Al-Jeffery, vice-presidente do Conselho da Shura, disse que Teerã gasta mais de 30 bilhões de dólares anualmente para apoiar e promover o terrorismo.

Ele disse que o regime iraniano apoia a milícia Houthi e abastece o grupo rebelde com armas, incluindo mísseis balísticos, com os quais tentaram recentemente atacar a capital da Arábia Saudita.

Al-Jeffery disse que Teerã está interferindo nos assuntos internos dos países árabes e tem uma longa história de apoio ao terrorismo e aos grupos armados.

A comunidade internacional, que está comemorando suas vitórias contra o Estado Islâmico, acrescentou que o mundo não deve esquecer os perigos que o regime iraniano representa para a estabilidade regional e global.

Al-Jeffery disse que o acordo nuclear com as potências mundiais não impediu o Irã de prosseguir com suas políticas agressivas na região.

COMPARTILHE:


sexta-feira, 24 de novembro de 2017

Michell Hilton

Mais de 230 mortos em atentado conta mesquita no Sinai

Atentado no Sinai

Ao menos 235 pessoas morreram nesta sexta-feira no ataque contra uma mesquita no norte do Sinai egípcio, realizado por homens armados no momento da grande oração semanal, no mais mortal ocorrido no Egito nos últimos anos.

O Egito tem lutado durante anos com um movimento armado na península do Sinai, acidentada e pouco povoada, que ganhou ritmo desde que os militares derrubaram o presidente eleito, Mohamed Morsi.

COMPARTILHE:


quarta-feira, 1 de novembro de 2017

Michell Hilton

Osama bin Laden teria acordo com o regime do Irã

Osama bin Laden teria acordo com o Irã para atacar Arábia Saudita, diz a CIA.

A agência de inteligência dos EUA publicou o último lote de documentos recuperados durante a incursão de maio de 2011, no esconderijo de Osama Bin Laden, localizado fora da cidade de Abbottabad, no Paquistão.

Entre os lotes de documentos que representam o maior interesse, há páginas do diário pessoal de Osama Bin Laden, com novas informações sobre a relação entre a Al-Qaeda e o Irã e uma visão da liderança global da rede terrorista, informou o site norte-americano The Hill.


COMPARTILHE:


quarta-feira, 25 de outubro de 2017

Michell Hilton

Arábia Saudita promete eliminar "o que resta do extremismo"

O príncipe herdeiro saudita, Mohammad bin Salman, disse que a Arábia Saudita, sob a liderança de Salman e do príncipe herdeiro Mohammad, demonstrou com palavras e ações seu compromisso de erradicar o extremismo e o terrorismo.

O príncipe herdeiro saudita, Mohammad bin Salman, disse que a Arábia Saudita, sob a liderança de Salman e do príncipe herdeiro Mohammad, demonstrou com palavras e ações seu compromisso de erradicar o extremismo e o terrorismo.

"A Arábia Saudita é uma nação moderna; O islamismo é uma religião de moderação. O islamismo não é contra a modernização, e vimos o passo de permitir que as mulheres sauditas dirigissem ... todos esses passos restauraram a posição da Arábia Saudita como líder do mundo muçulmano moderado e orgulhoso onde não há espaço para o extremismo", disse Mohammad bin Salman.

COMPARTILHE:


segunda-feira, 2 de outubro de 2017

Michell Hilton

Terror em Las Vegas

Ao menos 20 morrem após atirador abrir fogo em festival de música em Las Vegas.

Subiu para 20 o número de mortes confirmadas após um atirador abrir fogo contra o público de um festival de música country no cassino Mandalay Bay em Las Vegas (EUA) na madrugada desta segunda-feira (2). Mais de 100 pessoas ficaram feridas.

A polícia disse que o atirador era um morador local.

O cantor country Jake Owen, estava ao lado do palco quando o atirador abriu fogo.

MANCHETE SOBRE O ASSUNTO: Um homem sozinho realizou o ataque

COMPARTILHE:


domingo, 24 de setembro de 2017

Michell Hilton

Ataque terrorista atinge missão da NATO no Afeganistão

Um carro-bomba atingiu um comboio dinamarquês da missão militar da NATO na capital do Afeganistão.

Um carro-bomba atingiu um comboio dinamarquês da missão militar da NATO na capital do Afeganistão. As forças internacionais saíram ilesas, mas alguns civis não tiveram a mesma sorte. 

“O som da explosão foi bastante forte. A área residencial mais próxima foi atingida. Os vidros da minha casa partiram”, contou Wahidullah Khogyani, residente na área do ataque.


COMPARTILHE:


segunda-feira, 21 de agosto de 2017

sexta-feira, 18 de agosto de 2017

sexta-feira, 28 de julho de 2017

Michell Hilton

Abu Bakr al-Baghdidi está vivo e na Síria

Abu Bakr al-Baghdidi está vivo e se escondendo na Síria, disse o diretor do serviço de operações de inteligência e antiterrorismo do ministério iraquiano, Abu Ali al-Basri.

Abu Bakr al-Baghdidi está vivo e se escondendo na Síria, disse o diretor do serviço de operações de inteligência e antiterrorismo do ministério iraquiano, Abu Ali al-Basri.

Em 14 de julho, o secretário de Defesa dos EUA, James Mattis, disse que os EUA não poderia confirmar os relatos sobre a morte de al-Baghdadi.

COMPARTILHE:


quarta-feira, 19 de julho de 2017

Michell Hilton

Iraque quer sangue ISIS

Para um tenente iraquiano, a luta contra o Estado Islâmico do Iraque e da Síria (ISIS) foi uma busca lenta e metódica de vingança

Para um tenente iraquiano, a luta contra o Estado Islâmico do Iraque e da Síria (ISIS), isso foi uma busca lenta e metódica de vingança. Durante três anos, ele perseguiu dois militantes do ISIS de sua aldeia, que ele acreditava ter matado seu pai. Ao longo do caminho, ele matou todos os militantes detidos após interrogatórios, ele reconhece sem remorso.


COMPARTILHE:


segunda-feira, 17 de julho de 2017

sábado, 15 de julho de 2017

Michell Hilton

Estado Islâmico deve anunciar novo líder

Jalaluddin al-Tunisi

Após a notícia relatada sobre a morte do líder do Estado Islâmico, Abu Bakr al-Baghdadi, a organização deve anunciar em breve o nome de seu novo líder, que deverá assumir o lugar de Baghdadi, a fim de manter a unidade entre seus membros, defender sua sobrevivência e assegurar sua sobrevivência.

Em uma breve declaração emitida pelo Estado Islâmico há alguns dias, a organização lamentou a morte do líder Abu Bakr al-Baghdadi e convidou seus membros a permanecer unidos, mantê-lo nas fortalezas e não se arrastarem para trás.

O Estado Islâmico está passando por um momento crítico, especialmente após as recentes perdas de territórios no Iraque, durante as quais perdeu a maioria de seus líderes.

Alguns líderes foram deixados, o mais importante é o líder da organização na Líbia Jalaluddin al-Tunisi, que é um dos nomes mais qualificados para assumir o lugar de Baghdadi.


COMPARTILHE:


sexta-feira, 23 de junho de 2017

quinta-feira, 22 de junho de 2017

terça-feira, 20 de junho de 2017

domingo, 18 de junho de 2017

segunda-feira, 12 de junho de 2017

Michell Hilton

A nova vida do líder ISIS em fuga

O líder do Estado Islâmico (ISIS), Abu Bakr al-Baghdadi, está à beira de perder os dois principais centros de seu "califado", mas, embora esteja fugindo, pode levar anos para ele ser capturado ou morto, disseram especialistas

O líder do Estado Islâmico (ISIS), Abu Bakr al-Baghdadi, está à beira de perder os dois principais centros de seu "califado", mas, embora esteja fugindo, pode levar anos para ele ser capturado ou morto, disseram especialistas.

"No final, ele será morto ou capturado, ele não poderá permanecer no subsolo para sempre", afirmou Lahur Talabany, chefe da luta contra o terrorismo no governo regional do Curdistão, região autônoma curda no norte do Iraque. "Mas ainda vai levar alguns anos", disse ele à Reuters. 



COMPARTILHE: