25 de julho de 2019

14 de março de 2019

28 de agosto de 2018

14 de junho de 2018

8 de outubro de 2014

Michell Hilton

Poucos, sistemas de condução viva-voz ativado por voz estão boas após AAA divulgar um estudo apontando que todos eles acusam de aumentar os nossos níveis de distração ao volante.

Toyota ganha, a Apple perde em importante estudo sobre condução distraída

O sistema menos perturbador no carro, ao que parece, é Entune da Toyota. O mais perturbador: 

MyLink da Chevrolet. E o pior criminoso absoluto quando se trata de Voice-Activated sistemas que sobrecarregam nossos cérebros? Siri da Apple.
O estudo, denominado "carga mental de trabalho da Relação de Veículos comum de voz baseados em seis diferentes sistemas de veículos", não economiza quando se trata de medir a condução distraída. 

36 participantes (18 do sexo masculino, 18 do sexo feminino) ao volante de seis carros com sistemas de informação e entretenimento ativado por voz, pedindo-lhes para executar várias tarefas e navegar em um curso de condução de nove minutos. Ele apontou câmeras nos motoristas, mediram sua atividade cerebral e os batimentos cardíacos, teve um pesquisador no banco do passageiro avaliar suas reações, e pediu que os motoristas se a preencher um questionário depois.

A conclusão, em uma frase: "tarefas voz comum geralmente são mais exigentes do que as conversas naturais, ouvindo rádio, ou ouvir um livro sobre a fita", a Fundação AAA para os pesquisadores de segurança de tráfego escreveu.

Este é o mais recente de uma série de estudos dos mesmos pesquisadores olhando para condução distraída. 

A necessidade de abordar o problema é urgente, diz o AAA. Há mais de 9 milhões de carros e caminhões na estrada com os sistemas de informação e entretenimento ativado por voz agora mesmo; esse número deverá subir para 62 milhões até 2018. Quanto mais esses sistemas fiscais nosso cérebro, a menos que nós estamos vendo a estrada - mesmo se nós estamos olhando diretamente para ele.

Tem algo a acrescentar a esta história? Compartilhe nos comentários.

Compartilhe: