sexta-feira, 12 de abril de 2019

A vida em Bagdá se aproxima da normalidade

Com o fim das explosões, 16 anos após a invasão liderada pelos EUA, a vida na capital iraquiana Bagdá está começando a parecer uma cidade normal.

Com o fim das explosões, 16 anos após a invasão liderada pelos EUA, a vida na capital iraquiana Bagdá está começando a parecer uma cidade normal.

VEJA TAMBÉM: Eu nunca irei me cansar de escrever sobre o Iraque

Segundo os comerciantes locais, famílias e amigos saem para ir aos cafés e shopping centers, as pessoas realizam festas de aniversário em público e os comerciantes vendem seus produtos tranquilamente em barracas à beira da estrada.

Ataques de insurgentes não acontecem há mais de um ano, segundo os militares.

COMPARTILHE:

A Uber listará na Bolsa de Valores de Nova York sob o símbolo UBER

Ainda estamos a poucas semanas de receber uma declaração formal sobre o preço das ações, mas os relatórios indicam que a Uber pretende obter uma super avalização de mercado inicial na casa dos 90 a 100 bilhões de dólares.

A Uber listará na Bolsa de Valores de Nova York sob o símbolo “UBER”, informou a empresa em um comunicado divulgado publicamente na quinta-feira (12).

A empresa relatou receita de 11,27 bilhões em 2018 e lucro líquido de 997 milhões de dólares.

SoftBank é seu maior acionista externo, com uma participação de 16,3 por cento.

COMPARTILHE:

quinta-feira, 11 de abril de 2019


Prisão de Assange é um alerta para o futuro

Os jornalistas podem não concordar muito com o fundador do site WikiLeaks, Julian Assange, mas sua prisão deixou muitos defensores da liberdade de imprensa preocupados. Como relatou o Columbia Journalism Review:

"No futuro, os jornalistas precisarão estar vigilantes. O caso de Julian Assange é específico, mas sua prisão pode ter sérias implicações para todos nós."

COMPARTILHE:

China cria aplicativo de propaganda comunista para crianças

O conteúdo do aplicativo, que concentra-se em submergir novas mentes na doutrina política do presidente chinês Xi Jinping, é voltado para crianças desde a escola primária até o ensino médio, com o objetivo de "consolidar sua crença no Partido Comunista da China e inspirá-los a serem sucessores socialistas confiáveis", segundo a mídia estatal.

O aplicativo supostamente tem mais de 100 milhões de usuários, mas é difícil dizer se todos os usuários instalaram o aplicativo espontaneamente.

A lavagem cerebral é altamente provável aqui.

COMPARTILHE: